Começou a semana de preparação do Caxias Basquete para enfrentar o Mogi - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

NBB 1010/04/2018 | 08h00Atualizada em 10/04/2018 | 08h00

Começou a semana de preparação do Caxias Basquete para enfrentar o Mogi

Primeiro jogo entre as equipes será no sábado

Começou a semana de preparação do Caxias Basquete para enfrentar o Mogi Felipe Nyland / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Felipe Nyland / Agência RBS / Agência RBS

Começou a semana de preparação do Caxias do Sul Basquete/Banrisul para o primeiro duelo contra o Mogi, pelas quartas de final do NBB. Agora, só se pensa no adversário do playoff. 

Com o grupo inteiro e sem lesões, a semana completa de treinamentos foi uma conquista. Passar em três jogos pelo Botafogo permitiu o descanso, e agora um tempo maior de treinos.— Muda principalmente na questão física. Playoff, com a sequência de jogos, acaba gerando um desgaste tanto físico quanto mental. Essa semana é para recuperar bem os jogadores, acertar algumas coisas táticas para esses jogos contra Mogi. Mas, principalmente, esse novo combustível com jogos cada vez mais importantes — diz o técnico Rodrigo Barbosa.

Para o pivô Marcão, o período menor parado em relação ao adversário pode representar um ponto positivo para a preparação do Caxias:

— Vi que eles fizeram um amistoso com Franca, então não estão totalmente parados. O bom de ter vencido por 3 a 0 é esse tempo de preparação. Conseguimos focar mais nesse jogo com Mogi, ter atenção aos pontos fortes deles. Os três americanos, o Caio Torres embaixo do garrafão. É um time muito qualificado, temos que ter atenção com todos os jogadores, na verdade.

NBB10

Segundo Rodrigo Barbosa, o clima de satisfação com o que foi apresentado até agora é um motivador, mas não diminui a responsabilidade do time para essa série.

— Eu comentava quando chegamos para trabalhar que está todo mundo um pouco mais leve. Sabíamos que a campanha que tínhamos feito até agora, nada poderia atrapalhar. Sabemos que Mogi é uma equipe muito qualificada, mas o retrospecto mostra que pode ser uma disputa muita equilibrada — diz Barbosa.

Para Marcão, o time não precisa mudar para as quartas:

— Desde o início do ano traçamos o objetivo de ter uma defesa firme para tirar o ponto forte do adversário, e usar nosso contra-ataque, pois temos um time rápido. Eles vão querer matar nossas jogadas e nós as deles.

Leia também
Libertadores de Futsal tem ingressos à venda em quatro cidades da Serra Gaúcha 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros