Centroavante Wesley espera casa cheia para estreia do Caxias na Série D - Esportes - Pioneiro
 

Camisa 929/04/2018 | 08h00Atualizada em 29/04/2018 | 08h00

Centroavante Wesley espera casa cheia para estreia do Caxias na Série D

Jogador fará seu primeiro jogo oficial pelo grená no Centenário

Centroavante Wesley espera casa cheia para estreia do Caxias na Série D Marcelo Casagrande / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agência RBS / Agência RBS

Uma das armas do Caxias para conseguir voltar a vencer em casa, contra o Mirassol, no domingo, às 16h, no Centenário, o centroavante Wesley fará sua estreia com a camisa grená no Centenário. Autor do terceiro gol diante do Inter de Lages — e deu o passe para o gol de Diego Miranda —,  o centroavante   comemorou a boa atuação em Santa Catarina:

— É importante. O camisa 9 tem que fazer gol. Mas fiquei feliz mais pela vitória, pelo que o time apresentou, por ter dado um passe e claro, pelo gol que fiz.

Antes de seu primeiro jogo diante do torcedor, Wesley ressaltou a importância do apoio vindo da arquibancada, mesmo fora de casa:

— Eles foram lá (em Lages). A maioria dos torcedores que estavam no estádio era nosso. Fiquei feliz que eles apareceram e apoiaram a gente e demos uma felicidade para eles que foi a vitória. Agora espero que eles venham domingo, que lotem a casa – diz o camisa 9.

Para o goleiro Gledson, que não foi vazado na estreia, o papel de Wesley é importante dentro do grupo:

— É um excelente jogador. Demonstrou isso no jogo-treino e tem demonstrado uma qualificação muito boa no dia a dia, nos treinamentos. E nada melhor que tudo que é feito nos treinos seja concluído nos jogos.  É um cara que tem nos ajudado bastante, que briga muito e que volta o tempo inteiro para marcar, assim como todo o time. Isso tem nos ajudado muito e espero que ele continue com essa mesma performance até o final da competição.

A esperança do torcedor do Caxias passa muito pelo seu centroavante e o que ele pode fazer com a camisa 9. Se Wesley seguir correspondendo, resolverá o  problema do ataque que teve dificuldades de fazer gols no Gauchão.

Leia mais
Sartori garante pagamento de salários até R$ 4,5 mil na segunda

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros