Caxias do Sul Basquete faz história, derrota o Botafogo no Vascão e vai encarar o Mogi nas quartas de final - Esportes - Pioneiro
 

NBB05/04/2018 | 21h04Atualizada em 05/04/2018 | 22h20

Caxias do Sul Basquete faz história, derrota o Botafogo no Vascão e vai encarar o Mogi nas quartas de final

Equipe caxiense fechou a série em 3 a 0 com triunfo por 80 a 64

Caxias do Sul Basquete faz história, derrota o Botafogo no Vascão e vai encarar o Mogi nas quartas de final Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O Caxias do Sul Basquete/Banrisul está nas quartas de final do NBB 10. O feito histórico foi conquistado com a vitória por 80 a 64 sobre o Botafogo, na noite desta quinta-feira, no Ginásio do Vascão. 

Diante de 1040 torcedores, prevaleceu mais uma vez a qualidade e o trabalho coletivo da equipe caxiense. O pivô Marcão e o norte-americano Warren saíram do banco para brilhar com 17 e 16 pontos, respectivamente. Paranhos anotou um duplo-duplo, com 10 pontos e 11 rebotes. Destaque também para as contribuições de Cauê Borges, com 14, e Alex, com 13. 

O adversário na próxima fase será o Mogi. As datas dos confrontos devem ser divulgadas nos próximos dias. É certo que o primeiro duelo ocorre em Caxias do Sul e os dois seguintes no interior paulista.

NBB10

Quem projetava outro duelo tranquilo, se enganou. Desde o primeiro minuto ficou claro que o jogo três seria completamente diferente do anterior. Contatos mais ríspidos, intensidade na marcação e muitas faltas assinaladas pela arbitragem. O confronto mais físico favoreceu o Botafogo, que conseguiu abrir oito pontos de vantagem, liderado pelo norte-americano Jamaal. Mesmo com dificuldades para entrar na defesa do time carioca, o Caxias conseguiu manter-se próximo ao placar. Ao final do período, 21 a 15 para os visitantes.

Cauê Verzola começou o segundo quarto reduzindo a diferença. Porém, em duas cestas de longa distância, de Gabriel e Jamaal, o Botafogo ampliou a vantagem para 12. Só que, com a entrada de Warren e o retorno de Paranhos à quadra, a diferença evaporou em três minutos: 29 a 29 no placar.

A postura da defesa caxiense atordoou os cariocas, que ficaram quase seis minutos sem pontuar. Com Marcão confiante no garrafão e Warren desequilibrando no ataque e firma na marcação, o Caxias tomou o controle do placar e foi para o intervalo na frente: 43 a 32 para a explosão da torcida no ginásio.

O terceiro quarto começou nervoso e com muitos erros dos dois lados. O resultado: em cinco minutos, apenas quatro pontos para cada lado. Se era necessário levantar outra vez a torcida, a resposta em quadra veio com duas enterradas, de Warren e Paranhos.

A vantagem era tranquila, mas na reta final da parcial, uma sequência de erros fez o Botafogo renascer no jogo. Mesmo assim, Caxias na frente: 60 a 50.    

O cenário tenso da parcial anterior se repetiu na última. Na sua última tentativa para se manter vivo na série, o Botafogo pressionou a marcação e chegou a reduzir a diferença para seis pontos. O troco veio, mais uma vez, com Warren. Em dois ataques, ele restabeleceu a vantagem anterior e deu tranqüilidade para os minutos finais.

Com mais duas cestas de longa distância de Alex e outra de Cauê Borges, o Caxias caminhou tranquilo para a vitória histórica. O basquete caxiense está entre os melhores do Brasil.

Leia Também
Juventude vence o Cruzeiro nos pênaltis e avança às oitavas na Copa do Brasil Sub-20
Moro determina prisão de Lula

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros