Adversário do Caxias, Inter de Lages tem dificuldade na montagem do elenco - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Série D19/04/2018 | 08h00Atualizada em 19/04/2018 | 08h00

Adversário do Caxias, Inter de Lages tem dificuldade na montagem do elenco

Time colorado, que encara o grená na estreia, foi rebaixado no Catarinense deste ano

Adversário do Caxias, Inter de Lages tem dificuldade na montagem do elenco Greik Pacheco / Inter de Lages, divulgação/Inter de Lages, divulgação
Lateral-esquerdo Sanchez é um dos remanescentes do Estadual para a disputa da Série D Foto: Greik Pacheco / Inter de Lages, divulgação / Inter de Lages, divulgação

Adversário do Caxias na estreia da Série B, o Inter de Lages passa por uma reformulação forçada no grupo de jogadores. Se o jogo contra o grená fosse hoje, o colorado catarinense teria no máximo cinco jogadores no banco de reservas.

Após ser rebaixado no Campeonato Catarinense deste ano, o Inter perdeu seus principais destaques no Estadual e o centroavante Max, artilheiro do time com seis gols, também deve deixar a Serra catarinense, assim como o goleiro Fabian Volpi.

Os problemas são muitos. Os jogadores alegam atrasos nos salários. A direção não nega, mas garante que o período de atraso é curto. No campo, o técnico Rodrigo Fonseca pediu o boné para treinar o Vitória da Conquista (BA). O auxiliar Juninho Chicchinato foi efetivado no cargo na última semana.

Os dois primeiros dias desta semana foram marcados pelas reapresentações de apenas 16 jogadores. O único reforço até então foi o goleiro Eder, que substitui o emprestado David Rambo.

— A Série D é um campeonato muito difícil. O Inter está na competição pelo quarto ano seguido. Assim como nos anos anteriores, vamos brigar ao máximo pelo acesso, mesmo sabendo da dificuldade da competição e com a dificuldade adicional trazida pelo rebaixamento no Estadual — projeta Patrick Cruz, vice-presidente do Inter de Lages.

O dirigente prefere não falar dos problemas, mas credita às dificuldades financeiras o empecilho para reforçar a equipe para a disputa da Série D:

— Nós tínhamos um grupo bem homogêneo no Catarinense. O rebaixamento ocorreu por causa da campanha muito ruim no primeiro turno, mas, no segundo, ficamos com a quinta melhor campanha. Temos um time competitivo. Os reforços ainda devem chegar.

Em 2016, Caxias e Inter se enfrentaram exatamente na Série D, na briga por vaga nas oitavas de final. O time catarinense levou a melhor ao vencer o jogo de ida por 2 a 1 em Caxias do Sul e segurar o 0 a 0 em Lages.

Inter de Lages
Presidente:
Cristopher Nunes
Estádio: Vidal Ramos Júnior, “Tio Vida”
Capacidade: 9.600 lugares
Estadual 2018: 9º lugar, rebaixado no Catarinense
Técnico: Juninho Chicchinato
Reforços: Eder (goleiro)
Time-base: Eder, Kellyton, Gregory, Fernando Belém e Sanchez; Marcus Winícius, Pierre, Felipe Souza e Mateus Arence; Luizinho e Max (Gabriel Lagoa).

Leia também:
Líder do Governo na Câmara de Vereadores de Caxias sobre não se manifestar: "Vou encher linguiça?"
Situação financeira do Hospital Geral de Caxias será abordada em reunião do Governo  

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros