Sem estrelas e com grupo jovem, Brasil-Fa quer surpreender na Divisão de Acesso - Esportes - Pioneiro
 

Rubro-verde das Castanheiras01/03/2018 | 06h00Atualizada em 01/03/2018 | 06h00

Sem estrelas e com grupo jovem, Brasil-Fa quer surpreender na Divisão de Acesso

Técnico Fernando Agostini terá primeira experiência na competição

Sem estrelas e com grupo jovem, Brasil-Fa quer surpreender na Divisão de Acesso Felipe Nyland/Agencia RBS
Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Na sua 19ª participação seguida na Divisão de Acesso, o Brasil-Fa aposta em grupo jovem e completamente diferente do que disputou a competição na temporada passada. Com recursos escassos, o clube reduziu a sua folha salarial e precisou se reinventar antes mesmo de a bola rolar.

Leia Mais
Nathan Cachorrão assina com o Caxias até o final da Série D

Anunciado pela equipe em dezembro, o experiente técnico Irani Teixeira morreu pouco menos de um mês depois, vítima de problemas cardíacos, aos 59 anos. Coube a diretoria agir rápido. O nome escolhido foi Fernando Agostini, 37 anos, que terá sua primeira oportunidade na Divisão de Acesso. Ele havia trabalhado no torneio em 2016, como auxiliar de Badico no Esportivo, e foi técnico da Sapucaiense e do Guarany de Camaquã na Terceirona.

– A preparação foi boa, apesar de, junto com o Tupi e o Guarani-VA, ser uma das últimas equipes a iniciar a pré-temporada. Estamos um pouco atrás dos outros times, mas isso não é desculpa. Procuramos fazer um grande trabalho e até fazer uma homenagem pela fatalidade que aconteceu com o Irani. Vamos brigar muito, por nós e por ele – destacou o treinador.      

A expectativa é de um campeonato equilibrado, especialmente na primeira fase.

– Podemos esperar uma competição muito difícil. Nossa chave é equilibradíssima, tem o Ypiranga e o Passo Fundo que vieram da Primeira Divisão, o Esportivo e o Glória que sempre fazem bons times. O Brasil está com uma situação financeira mais difícil, com uma folha mais baixa que as demais equipes, mas trabalhamos muito nesta pré-temporada para fazer uma boa estreia contra o União – projeta o comandante. 

O duelo contra o time de Frederico Westphalen foi adiado para a terça-feira, dia 6, no Estádio das Castanheiras. Será a primeira apresentação oficial de um grupo que espera mostrar que, mesmo sem ser apontado com um dos candidatos ao acesso, pode surpreender.   

– Nos últimos cinco ou seis anos, sempre batemos na trave e o Brasil era apontado como favorito. Desta vez, não existe essa situação, por termos jogadores mais jovens e até alguns desconhecidos no cenário gaúcho. Estamos apresentando à eles essas dificuldades e nosso primeiro objetivo é a classificação – finaliza Agostini.

 FARROUPILHA, RS, BRASIL 28/02/2018Brasil de Farroupilha treina antes da estréia na Divisão de Acesso do Campeonato Gaúcho de Futebol. Na foto: O Meia Juninho Botelho. (Felipe Nyland/Agência RBS)
Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Juninho Botelho como referência

Cria da base do Grêmio e experiente no cenário gaúcho, o meia Juninho Botelho é a principal referência do Brasil de Farroupilha para o campeonato. Aos 31 anos, o jogador, que teve passagens pelo time B do Juventude, Esportivo, Ypiranga, Cruzeiro-PoA e defendeu o Guarany de Bagé na última temporada, quer ajudar o rubro-verde a voltar à elite.

– Temos uma mescla de jovens com atletas mais experientes. Vejo o grupo bem consciente e fazendo um bom trabalho nesta pré-temporada. Acho que não existe uma estratégia única para subir. É a sequência de trabalho. Primeiro, precisamos nos classificar. Depois, passo a passo, vamos buscar o acesso – destaca Botelho. 

Por conta das dificuldades do campeonato e o desgaste pela sequência de partidas, Botelho projeta que o Brasil precisará se superar para alcançar os seus objetivos:

– Por conhecer vários jogadores, vejo o campeonato muito parelho. A nossa chave está mais complicada que a outra, mas a gente pode fazer uma boa competição e ser um time que pode surpreender.

Sociedade Esportiva, Recreativa e Cultural Brasil
::
Estádio: Castanheiras
:: Capacidade: 5 mil
:: Presidente: Elenir Luiz Bonetto
:: Time base: Jean; Jeferson, Benhur, Vinícius e Paulo; Wanderson, Schumacher, Anderson e Juninho Botelho; João e Itamar.
:: Técnico: Fernando Agostini
:: Última participação na elite: 1999
:: Reforços da Série A: ainda não foram definidos.


Leia mais
Projeto que permite entrada de animais em hospitais deve ser analisado por vereadores de Bento Gonçalves 



 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros