Juventude vence primeira fora de casa e segue vivo na briga pela classificação - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Gauchão 201808/03/2018 | 21h28Atualizada em 08/03/2018 | 21h28

Juventude vence primeira fora de casa e segue vivo na briga pela classificação

Vitória por 2 a 1 contra o São José-PoA praticamente livra o time do risco de rebaixamento

Juventude vence primeira fora de casa e segue vivo na briga pela classificação Arthur Dallegrave / Juventude, Divulgação/Juventude, Divulgação
Foto: Arthur Dallegrave / Juventude, Divulgação / Juventude, Divulgação

O resultado esperado e necessário veio e a primeira vitória fora de casa saiu. O Juventude precisava vencer o São José-PoA, na noite desta quinta-feira (8), no Passo D'Areia, em Porto Alegre. Mas não foi sem emoção. O time do técnico Julinho Camargo precisou buscar a virada diante do Zequinha, e fez o 2 a 1 com seus gols marcados na segunda etapa. Com o triunfo, o Ju fica na 9ª colocação com 12 pontos, com grandes chances de classificação e praticamente livre do risco de rebaixamento. A rodada final para o alviverde será no domingo, às 17h, no Alfredo Jaconi, contra o Veranópolis.

Precisando da vitória para seguir com chances de classificação, o time do Juventude viu o Zequinha começando mais perigoso. Primeiro, aos 10 minutos, Mateusinho chutou e obrigou Matheus Cavichioli a fazer defesa em dois tempos. Aos 20, foi a vez de Kelvin, após bela jogada pela esquerda, obrigar o goleiro alviverde a espalmar pela linha de fundo chute que buscava o canto esquerdo baixo.

A primeira chegada mais forte do time de Julinho Camargo só veio aos 22, quando Mateus Santana arriscou por cima do gol de Fábio. No minuto seguinte, foi Denner quem arriscou, forçando o goleiro do Zequinha a mandar pela linha de fundo.

O jogo era equilibrado e de baixa qualidade técnica no horrível e cada dia mais descuidado gramado sintético, até que aos 35, Fellipe Mateus errou o corte e acertou um chute próximo ao rosto de Mateusinho, dentro da área. Pênalti para o São José. Na cobrança, o goleiro Fábio bateu no canto direito baixo de Matheus, que foi para o lado oposto: 1 a 0 para o Zequinha.

Antes do intervalo, aos 46, o Ju quase fez. Após cobrança de escanteio, Micael desviou e Everton Alemão, volante do São José, cortou para trás, quase marcou contra. Fim de primeiro tempo com o treinador alviverde reclamando da arbitragem.

Logo no começo do segundo tempo, o gramado, que atrapalhou a equipe alviverde na etapa iniciou, acabou ajudando. Jogada pelo lado direito com Vidal. O lateral cruzou, Ricardo Jesus não conseguiu o domínio e a bola sobrou para Mateus Santana. O chute do volante bateu na borrachinha artilheira e passou por cima do goleiro Fábio. O 1 a 1 para dar o alento e a força para tentar a recuperação alviverde.

Aos 23, Vidal fez bela jogada pela direita, invadiu a área e foi derrubado por Dudu Mandai. Pênalti agora a favor do Juventude. Na cobrança, Bruno Ribeiro bateu com tranquilidade para dar a virada alviverde.

Enquanto o Juventude começou a se preocupar com a defesa, o São José não conseguia chegar ao gol de Matheus. Todas as tentativas de avanço do time da capital paravam na forte marcação alviverde. Assim, os dois times pouco levavam perigo ao gol adversário.

Somente após os 40 minutos que o meia Clayton, ex-jogador da dupla Ca-Ju, tentou finalizações de longe. Ainda assim, quem esteve mais próximo do gol foi o Ju. Aos 42, finalização de Ricardo Jesus que obrigou Fábio a se esticar para fazer defesa.

A partir daí, foi blitz do Zequinha. Primeiro, foi uma sequência de três escanteios. Em um deles, a bola passou perto da trave direita de Matheus. No terceiro, Clayton pegou o rebote, chutou em cima da marcação, e na nova tentativa ficou reclamando de pênalti. Fim de jogo e vitória que mantém o time de Julinho Camargo na briga pela classificação à próxima fase.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros