Glória aposta em técnico de Série A para voltar à elite do futebol gaúcho - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Divisão de Acesso02/03/2018 | 09h00Atualizada em 02/03/2018 | 10h06

Glória aposta em técnico de Série A para voltar à elite do futebol gaúcho

Em Vacaria, China Balbino faz sua estreia na Segundona como treinador

Glória aposta em técnico de Série A para voltar à elite do futebol gaúcho Marcelo casagrande/Agencia RBS
Técnico China Balbino tem a missão de levar o Glória de volta à elite Foto: Marcelo casagrande / Agencia RBS

— Eu comento com os atletas e a minha comissão técnica que o Glória não entra para fazer uma boa Divisão de Acesso, ele tem que brigar para ser campeão.

Saiba Mais:
Sem estrelas e com grupo jovem, Brasil-Fa quer surpreender na Divisão de Acesso
Para comemorar o centenário na elite: Esportivo quer ir longe na Divisão de Acesso

A frase do técnico China Balbino mostra bem a pressão de representar um dos clubes tradicionais do interior gaúcho, o Glória de Vacaria.

O clube quer retornar à elite após dois anos longe e aposta em quem conhece muito bem os caminhos até lá. O técnico já subiu com o Ypiranga em 2008, quando ainda era jogador. O diretor de futebol, Alê Menezes, é o ídolo nos Altos da Glória e foi um dos líderes no título de 2015. Além disso, foram contratados atletas que conhecem bem o árduo chão que terão pela frente.

— Será uma competição muito forte. Não será fácil ser campeão ou subir. Todos os 16 clubes são muito qualificados — complementa Balbino.

Justamente o treinador é um dos pontos que tornam o time de Vacaria candidato ao acesso. Com bons trabalhos no São José-PoA – em 2017 caiu nas quartas de final da Série D, na definição do acesso – China Balbino contrariou a lógica de assumir um time da elite gaúcha para atender ao pedido do amigo Alê Menezes e treinar o Glória.

Um desafio que o motiva, afinal levar um dos clubes tradicionais da Serra de volta à elite poderá ser uma vitrine e tanto. Lógico, também há muito o lado da experiência de encarar uma nova competição como treinador.

— A Divisão de Acesso vai ter essa marca de muita pegada, mas muito interessante na questão tática. Os técnicos são muito qualificados e tentando trazer, dentro da sua realidade, esses conhecimentos táticos e de propor jogo — pontua Balbino, que complementa sobre a sua equipe:

— O Glória deste ano vai ser de muita força na marcação e, na hora que roubar a bola, precisa saber o que fazer para agredir a equipe adversária.

Para isso, ele conta com nomes como o meia Luiz Carlos, campeão com o Glória em 2015, e o meia Lenilson, ex-Caxias. Dois jogadores que sabem cadenciar, construir jogadas e que conhecem muito bem a pegada do futebol gaúcho.

O Glória começa domingo sua caminhada para tentar retornar à elite em Igrejinha. China Balbino tenta implantar seu estilo de futebol tático, mas conhecedor de uma característica bem vacariana:

— O Glória tem que ser um time aguerrido e sanguíneo. Coisas que me identifico muito.

É assim que o Leão quer voltar a rugir forte em 2018.

Acessos de sobra no currículo

 VACARIA, RS, BRASIL 01/03/2018Treino do Glórias para a estréia na Divisão de Acesso. (Marcelo casagrande/Ag~encia RBS)
Alê Menezes deixou os gramados e agora é dirigenteFoto: Marcelo casagrande / Agencia RBS

Se tem um cara que entende de Divisão de Acesso e títulos – além de muitos gols, claro – é Alê Menezes. Em 22 temporadas como profissional, nada menos que 14 conquistas de Segundonas. Só que neste ano ele estará numa posição diferente: é diretor de futebol. Se sai de campo, usa tudo isso para mostrar aos jogadores os caminhos para terem o mesmo sucesso que ele.

— Eu passo para eles que cada jogo tem que fazer como se fosse o último. Tem que encarar a guerra que vai ser essa estreia. Vai começar nossa Copa do Mundo, domingo, contra o Igrejinha — diz Alê.

O diretor de futebol também entende que o Glória é sim um dos favoritos, mas isso não significa nada. Ainda mais com uma fase inicial tão complicada no grupo B.

— A primeira fase é a mais difícil. Tem times obrigados a chegar. Ypiranga, Glória, Esportivo, Passo Fundo e União Frederiquense, mas não se pode tirar Tupi e Igrejinha. É complicado. Só tem quatro vagas — pontua.

Grêmio Esportivo Glória
::
Estádio: Altos da Glória
:: Capacidade: 8 mil
:: Time Base: Vandré; Marcos, Cleiton, Alisson e Wagner; Ruan e Nunes; Sandi, Luiz Carlos e Lenilson; Fábio Buda.
:: Presidente: Décio Camargo
:: Técnico: China Balbino
:: Última participação na elite: 2016
:: Reforços de Série A: Luiz Carlos (outros dois ainda não definidos).

Leia também:
Após a retirada de quebra-molas, travessia ficou mais perigosa para pedestres em Caxias do Sul
Câmara de Caxias autoriza prefeitura a repassar R$ 1,5 milhão para Festa da Uva S/A
Primeira etapa em obra no Lago da UCS está prevista para ficar pronta até o fim de março

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros