Caxias Basquete enfrenta Paulistano pela última rodada da fase de classificação - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

NBB 1027/03/2018 | 06h20Atualizada em 27/03/2018 | 07h15

Caxias Basquete enfrenta Paulistano pela última rodada da fase de classificação

Equipe caxiense pode terminar primeira parte da competição no quinto lugar

Caxias Basquete enfrenta Paulistano pela última rodada da fase de classificação Felipe Nyland / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Felipe Nyland / Agência RBS / Agência RBS

O último desafio de uma temporada histórica. Com a vitória sobre o Campo Mourão, no domingo, o Caxias do Sul Basquete/Banrisul alcançou 15 jogos ganhos no NBB 10. A marca é simbólica, pois somando as duas edições anteriores na elite do basquete nacional se chegou ao mesmo número – 10 no NBB  2015/2016 e cinco na temporada 2016/2017. 

Contra o Paulistano, na noite desta terça-feira, a partir das 19h30min, no Ginásio do Vascão, a equipe de Rodrigo Barbosa busca o seu 16º triunfo no campeonato,  que trará alguns reflexos diretos na classificação. 

O primeiro deles é a garantia que as duas equipes não voltarão a se enfrentar na fase de quartas de final, caso Caxias passe pelo primeiro playoff. Além disso, poderá tirar a liderança da primeira fase do time de São Paulo — caso o Flamengo vencer o Vitória. 

Outra garantia com os caxienses vencendo é a confirmação do 5° ou 6° lugar, o que definiria o adversário da próxima fase entre Botafogo ou Vasco, respectivamente. Mas se perder o jogo e o Vitória não vencer o Flamengo, o Caxias Basquete garante pelo menos o 7º lugar, quando também poderá pegar Minas ou Basquete Cearense.

O problema para alcançar esse objetivo é justamente o adversário. O Paulistano vem na liderança da competição há muito tempo, e com uma incrível sequência de 22 vitórias. A última das três derrotas do time no campeonato aconteceu no dia 6 de dezembro, para o Pinheiros, por 81 a 65. De lá para cá foram 12 vitórias em casa e nove como visitante.

— É uma partida que não dá para jogar como eles, em alta intensidade e acelerando muito o jogo. Precisamos fazer o contrário. Quebrar esse ritmo e fazer um duelo mais no cinco contra cinco do que de transição. Acredito que será bem disputado. Precisamos tirar o volume deles — diz Rodrigo Barbosa.

Na partida de ida, dia 16 de janeiro, a tática do técnico foi efetiva em quase todo o tempo. Porém, no terceiro quarto, o Paulistano impôs seu estilo e fez 29 a 10. A vitória por 88 a 70 no jogo foi reflexo justamente de um dos piores períodos do time no campeonato. Até por isso, os jogadores sabem da dificuldade da partida e da importância da concentração nesse confronto.

— No jogo de lá deu para perceber que a intensidade ofensiva deles é muito alta. Então, para equilibrar isso, temos que fazer eles cansarem correndo e nos marcando. Assim nossas chances de ganhar vão se elevar bastante — diz o ala/pivô  Paranhos, que fez 18 pontos contra o Campo Mourão.

A fase de  classificação termina com o Caxias Basquete em alta, e pronto para os desafios dos playoffs.

— Só depois do jogo que vamos saber contra quem vamos jogar. Independente de quem for, será importante impor nosso jogo nos playoffs para seguir em frente — conclui Paranhos.

Leia Também
Intervalo: Um amistoso para espantar o fantasma do 7 a 1
Dupla caxiense conquista medalha na primeira etapa do circuito nacional de badminton
PSD manifesta-se pelo arquivamento do pedido de impeachment do prefeito de Caxias do Sul

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros