Após eliminação no Estadual, Veranópolis libera atletas e não jogará a Copinha - Esportes - Pioneiro
 

Gauchão23/03/2018 | 20h26Atualizada em 23/03/2018 | 20h26

Após eliminação no Estadual, Veranópolis libera atletas e não jogará a Copinha

Técnico Sananduva também fica livre no mercado e não quer ser mais auxiliar

Após eliminação no Estadual, Veranópolis libera atletas e não jogará a Copinha Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

A última eliminação dos serranos no Gauchão de 2018 foi a mais disputada das quartas de final. O Veranópolis perdeu para o São José-PoA no tempo normal, por 1 a 0, quinta-feira, no Estádio Passo D’Areia, em Porto Alegre, e depois acabou caindo nos pênaltis por 4 a 3.

O VEC teve boas chances de sair na frente, mas não fez e acabou sofrendo o gol aos 41 minutos da etapa final, marcado por Porcellis. Nos pênaltis, os laterais Romano e Felipe Mattioni erraram suas cobranças. Ainda assim, a campanha do pentacolor é irreparável.

— A queda deu um sentimento de frustação. Foram duas partidas iguais e perdemos no pênaltis. A avaliação é boa do campeonato todo. Tivemos sempre um equilíbrio, sofremos apenas seis gols e mantivemos uma regularidade. No contexto geral, o Veranópolis fez uma grande campanha. A frustração é que poderíamos avançar mais uma fase e ter voos maiores — avalia o técnico Sananduva.

Leia mais
Juventude acerta com quatro jogadores do Veranópolis para a disputa da Série B

Agora, o VEC encerra suas atividades no departamento de futebol e deve voltar no mês de novembro, projetando a próxima temporada. Todos os jogadores serão liberados pelo clube, incluindo o técnico.

Sananduva começou o ano como auxiliar de Julinho Camargo, foi efetivado para encerrar a primeira fase do Gauchão e ficou no comando por cinco partidas, tendo apenas esta derrota. Depois desta segunda experiência como treinador — já havia comandado o Santa Cruz em 2015 —, ele não se vê mais no papel secundário e está disponível no mercado para o segundo semestre.

— Não pretendo mais voltar a ser auxiliar, ao menos que seja num clube maior. Mas aqui no Veranópolis serei técnico ou não ficarei no clube. Agora, estou atento ao mercado e estudando cada vez mais para aperfeiçoar e ter seguimento na carreira — destaca Sananduva.

Leia também
 
Final de semana será chuvoso na Serra Gaúcha


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros