Rafael Gava aproveita o descanso no Caxias para estar 100% contra o Veranópolis - Esportes - Pioneiro
 

Gauchão 201811/02/2018 | 20h00Atualizada em 11/02/2018 | 20h00

Rafael Gava aproveita o descanso no Caxias para estar 100% contra o Veranópolis

Volante/meia, que tem três assistências no ano, se recupera de contratura muscular

Rafael Gava aproveita o descanso no Caxias para estar 100% contra o Veranópolis Porthus Junior/Agencia RBS
Rafael Gava (E) começou a temporada como meia, mas já na estreia do Gauchão passou a jogar como volante Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O descanso de quase 48 horas concedido aos jogadores do Caxias foi comemorado principalmente por Rafael Gava. Com desconforto muscular, que o afastou de boa parte dos treinos da última semana, o meia ficou de fora também da última partida do Caxias, no empate em 2 a 2 com o São José, e agora está liberado para atuar.

– Ainda sinto o desconforto, estou sento preservado em alguns treinos. Espero estar 100% para quarta-feira. No último jogo poderia arriscar, mas só se fosse alguma partida decisiva. Não gosto e quero mais ficar de fora, foi necessário no último jogo, mas espero estar pronto para a partida contra o Veranópolis – projeta o meia.

Com três assistências e um gol marcado, Rafael Gava vive seu melhor momento no futebol gaúcho, sendo decisivo na campanha de líder do Caxias.

– Com certeza (melhor momento no Rio Grande do Sul). No Lajeadense tinha ido bem, mas estou muito feliz aqui. Espero seguir ajudando meus companheiros. O mais difícil agora é se manter no topo. Temos de nos dedicar mais ainda para seguir na liderança – avalia o jogador.

Gava foi contratado para ser um armador adiantado, o camisa 10. No entanto, como gosta, o jogador foi recuado para atuar como segundo volante, ao lado de Régis, mas alternando o posicionamento com Diego Miranda, que joga como meia centralizado.

– O segredo é o trabalho em equipe. No começo, o pessoal questionava se daria certo essa parceria com o Diego Miranda. Ele é um jogador de muita qualidade. No amistoso contra o São José,  comecei como meia,  entrou o Diego, e o professor perguntou se eu podia jogar de volante. E ali tudo mudou. É onde jogo melhor. Prefiro chegar com a bola no pé, vindo de frente. Deu certo e estamos indo bem. O Régis dando a contenção me dá liberdade para jogar. Espero que a gente siga conseguindo os resultados – explica.

O Caxias retorna aos treinos nesta segunda-feira à tarde, no Estádio Centenário. A expectativa é de que os atacantes Nicolas e Túlio Renan e os zagueiros Laércio, Josias Basso e Jean voltem a treinar com o restante do grupo.

Leia também:
Ao menos quatro confusões são registradas nos blocos de Carnaval de rua, em Caxias do Sul
Polícia prende quarto criminoso envolvido em assalto a carro-forte na Serra
Ano letivo começa com aumento da fila de espera da educação infantil em Caxias 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros