Goleiro Douglas cita amadurecimento e se diz confiante para nova chance como titular do Juventude - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Gauchão 201805/02/2018 | 08h00Atualizada em 05/02/2018 | 08h00

Goleiro Douglas cita amadurecimento e se diz confiante para nova chance como titular do Juventude

Com lesão de Matheus, jogador de 23 anos segue com a camisa 1

Goleiro Douglas cita amadurecimento e se diz confiante para nova chance como titular do Juventude Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Foram quase 10 meses de espera. De treinamentos, observações e uma análise particular dos desafios que teria pela frente. O ano virou e a oportunidade veio de forma inesperada. No Tocantins, na véspera da estreia na Copa do Brasil, Douglas ganhou a titularidade com o entorse no tornozelo de  Matheus Cavichioli. E fez um grande jogo.

Nesta segunda-feira, às 20h, em Santa Cruz do Sul, o jogador de 23 anos volta a ser o goleiro do Juventude em uma disputa do Gauchão. O confronto diante do Avenida é uma nova chance de mostrar serviço.

– É uma oportunidade que vinha esperando, pelos meus treinamentos. No período que fiquei sem jogar, me dediquei bastante e aguardando a chance, que veio na Copa do Brasil. Me ajudou bastante, me deu muita confiança para chegar no Gauchão e embalar. Quero fazer um bom jogo e manter a regularidade. Vamos atrás dos pontos que a gente almeja e precisa – avalia Douglas.

O goleiro iniciou a temporada passada com a missão de substituir Elias, que se transferiu para a Chapecoense. Ele foi titular durante praticamente todo o Estadual. Perdeu a vaga para Raul ao sofrer um gol do meia-atacante grená Júlio César, da intermediária, no clássico de ida pelas quartas de final, no Alfredo Jaconi. Na Série B, perdeu espaço com as chegadas de Cavichioli e Oliveira, sendo poucas vezes relacionado. Tudo ficou como aprendizado.

– A gente não aprende apenas nos momentos bons. Tiramos muitas lições nas dificuldades, em que não temos o controle das coisas. Serviu muito para o meu amadurecimento. Sou jovem, tenho 23 anos, e sei que não será o meu último momento difícil na carreira. Treinei, me dediquei muito para esperar um momento. Ele chegou até de forma inesperada e estava pronto – relembra o goleiro.

O desafio de Douglas e da equipe alviverde é vencer longe de casa, o que ainda não aconteceu nesta temporada. Com uma sequência complicada por conta da mudança na tabela do Estadual – depois do Ju enfrenta Inter e Caxias, também como visitante –, o goleiro prega concentração total para que o time some os três pontos diante do Avenida:

– O Gauchão é muito competitivo. O primeiro passo é não sofrer gols. Queremos repetir o que foi feito no Tocantins. Jogar fora é sempre mais difícil e temos de entrar ainda mais atentos. O campeonato é curto e precisamos pontuar nessas partidas longe de casa para não ficar numa situação incômoda depois. 

Leia Também
Homem é assassinado na frente da mulher e do filho em São Marcos
Suspeitos de roubo na Serra são presos no Litoral


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros