Em clássico equilibrado, Ca-Ju termina empatado em 1 a 1 no Estádio Centenário - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Gauchão 201819/02/2018 | 21h59Atualizada em 19/02/2018 | 21h59

Em clássico equilibrado, Ca-Ju termina empatado em 1 a 1 no Estádio Centenário

João Paulo fez para os grenás e Felipe Lima empatou para os alviverdes

Em clássico equilibrado, Ca-Ju termina empatado em 1 a 1 no Estádio Centenário Porthus Junior / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Porthus Junior / Agência RBS / Agência RBS

Foi um clássico marcado pela igualdade. Alheios ao momento que estavam antes da bola rolar, Caxias e Juventude fizeram um jogo equilibrado na noite desta segunda-feira, no Estádio Centenário. O 1 a 1, com gol de João Paulo para os grenás, no primeiro tempo, e Felipe Lima para os alviverdes, na etapa final, foi marcado por bons momentos e os times dispostos somente ao futebol. Com o resultado, o Caxias segue invicto, mas a três jogos sem vencer, enquanto o Ju se mantém sem ganhar fora de casa, mas amplia a vantagem para dois pontos da zona do rebaixamento.

O primeiro tempo foi de bastante equilíbrio, mas decidido logo na primeira chegada. Logo aos 5 minutos, Igor Bosel fez excelente cruzamento da direita. No meio da área, sozinho, o centroavante João Paulo desviou de cabeça. A bola foi morrer no canto direito de Douglas, que nada pode fazer: 1 a 0 grená com a famosa lei do ex – o camisa nove trocou o Juventude pelo Caxias no final do ano passado.

As tentativas de resposta alviverde não demoraram, e sempre por cima. Primeiro foi Fred quem desviou à esquerda do gol de Gledson após cruzamento de Pará, aos 8. Depois, aos 12, foi Ricardo Jesus quem mandou por cima da meta grená.

O Caxias só voltou a levar perigo aos 21, quando Fred cortou mal a tentativa de inversão de bola. João Paulo observou Daniel Cruz correndo pelo meio e cruzou. O atacante se esticou, mas não conseguiu alcançar a bola. No minuto seguinte, o próprio João Paulo aproveitou o rebote do escanteio e tentou mandar no ângulo esquerdo de Douglas, mas a bola foi pra fora.

O empate alviverde quase veio em uma bobagem da defesa grená, aos 38. Após cruzada na área e o goleiro Gledson, que parecia estar inteiro na jogada, deixou escapar a bola escapar, batendo na marcação. Mateus Santana tentou chute forte, mas errou o alvo.

Antes do intervalo ainda deu tempo de Julinho, outro ex-juventudista no Centenário, tentar. Após avançar sozinho pela esquerda, arriscou, mas mandou pela linha de fundo e vantagem grená na primeira parte do jogo.

Os 45 minutos finais começaram com atitude diferente do Juventude. Logo aos 5, Queiróz tentou de fora da área à esquerda do gol de Gledson. Aos 9, novamente o atacante chutou, mas um desvio no meio do caminho mando a bola para escanteio. O maior volume alviverde virou gol aos 11. Cruzamento na área grená, Igor Bosel corta mal e Felipe Lima, com uma bomba de canhota, mandou para o gol. A bola ainda desviou na mão do goleiro do Caxias, mas foi morrer no fundo da rede.

A virada quase veio aos 19. Pará cobrou falta pela direita de ataque, Ricardo Jesus antecipou a marcação e tocou. A bola estourou na trave esquerda de Gledson. A resposta grená veio no contra-ataque. Nicolas cruzou e Daniel Cruz, bem marcado, chutou mascado pela linha de fundo.

Aos 32, em nova saída errada por cima de Gledson, quase que o Ju faz o segundo. No contra-ataque, após jogada rápida, Nicolas não conseguiu a finalização precisa por estar com a marcação junto a ele.

Caxias: Gledson, Igor Bosel, Junior Alves, Laércio e Julinho (Vavá); Régis, Rafael Gava, Diego Miranda; Nicolas, Daniel Cruz (Túlio Renan) e João Paulo (Alex Willian). Técnico Luiz Carlos Winck

Juventude: Douglas, Vidal, Fred, Maurício e Pará; Mateus Santana, Sananduva, Felipe Lima e Fellipe Mateus (Jô); Queiróz (Caprini) e Ricardo Jesus. Técnico Antônio Carlos Zago


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros