Caxias Basquete enfrenta Flamengo em busca de recuperação após derrota na terça - Esportes - Pioneiro
 

NBB 1008/02/2018 | 08h00Atualizada em 08/02/2018 | 08h00

Caxias Basquete enfrenta Flamengo em busca de recuperação após derrota na terça

Equipe caxiense espera fazer boa partida nesta quinta-feira, às 20h05min, no Ginásio do Sesi

Caxias Basquete enfrenta Flamengo em busca de recuperação após derrota na terça Diogo Sallaberry / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agência RBS / Agência RBS

Um desafio ainda mais duro para o Caxias do Sul Basquete/Banrisul. Se contra Minas, na terça-feira, já foi uma pedreira e o time caxiense não conseguiu se impor, a missão da noite desta quinta-feira (8), às 20h05min, é contra o poderoso Flamengo. 

A partida será novamente no Ginásio do Sesi, com expectativa de nova quebra de recorde de público do time como mandante no NBB. Da difícil derrota para o Minas, por 91 a 71, ficou a lição da necessidade de uma concentração maior para o time. 

— É uma grande oportunidade recebermos em casa o Flamengo e tentar mudar o que fizemos de errado na terça-feira. Queremos fazer um grande jogo para conseguir a vitória — diz o armador Enzo Cafferata, que fez 11 pontos e deu três assistências diante dos mineiros.

NBB10

Antes do treinamento na tarde da quarta-feira (7), no Sesi, o time assistiu a um vídeo com os erros cometidos na última partida. Segundo o técnico Rodrigo Barbosa, a equipe precisa ter uma postura melhor da que foi mostrada na terça:

— O jogo contra o Minas foi diferente de tudo o que se viu no campeonato. O comportamento da nossa equipe não foi aquilo que fizemos até então em concentração e intensidade. Quanto mais difícil o adversário, maiores os desafios. Mas, primeiro, temos que fazer a nossa parte, para depois olhar para o outro lado.

Contra o Flamengo, mesmo com as dificuldades imaginadas para o confronto, a expectativa é de um rival com outras características:

— São times diferentes. Na terça apressamos algumas bolas e eles tiveram uma eficácia muito alta nos chutes de três e 60% nos arremessos de quadra — relembra Cafferata .

Barbosa reafirma o discurso do armador e destaca os perigos do rubro-negro:

— O Flamengo tem muita qualidade e jogadores bem experientes. É um time mais pesado, diferente do Minas, que tem um jogo muito aberto, semelhante ao de Franca, onde temos que correr mais atrás. O Flamengo é mais parecido com Bauru, um jogo mais interno. Às vezes é mais fácil para se achar com teu defensor. Porém, é uma equipe que tem muita qualidade. Por isso, temos que ficar mais atentos para tentar minimizar o potencial, principalmente dos jogadores com mais experiência.

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros