Apesar do empate amargo, técnico Antônio Carlos Zago gostou da atuação do Juventude - Esportes - Pioneiro

Gauchão 201805/02/2018 | 22h29

Apesar do empate amargo, técnico Antônio Carlos Zago gostou da atuação do Juventude

Segundo o treinador, o 2 a 2 com o Avenida teve a melhor atuação do Ju no ano

Apesar do empate amargo, técnico Antônio Carlos Zago gostou da atuação do Juventude Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

O 2 a 2 com o Avenida não foi de todo mal para o Juventude. Esta é a visão do técnico Antônio Carlos Zago após o 2 a 2 com o rival, em Santa Cruz do Sul, pela quinta rodada do Gauchão, na noite de segunda-feira.

Apesar de sair vencendo por 2 a 0 e ceder o empate, o técnico preferiu elogiar o desempenho do time que, na visão do treinador, fez sua melhor partida na temporada.

- Acho que foi nossa melhor partida até agora. Faltou um pouco mais de maturidade para reter a bola no ataque e segurar um pouco mais o jogo quando estava 2 a 0. Não é fácil jogar contra o Avenida aqui – avaliou o treinador, assim que o jogo se encerrou em Santa Cruz do Sul.

Na avaliação do técnico do Ju, a desatenção foi a explicação para o resultado amargo no final da partida.

- Perdemos dois pontos. A equipe foi bem no primeiro tempo, teve o jogo na mão. No segundo tempo erramos. Faltou um posicionamento melhor no primeiro gol e no segundo a bola sobrou para ele e ele foi feliz com um chute indefensável. Talvez faltou atenção porque os atletas cumpriram o que conversamos - acrescentou.

O Juventude volta a campo no dia 15 de fevereiro, contra o Inter, no Beira-Rio. 

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros