Vice em 2016, Juventude dá a largada no Estadual contra o Brasil-Pel, fora de casa - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Gauchão 201817/01/2018 | 08h56Atualizada em 17/01/2018 | 08h56

Vice em 2016, Juventude dá a largada no Estadual contra o Brasil-Pel, fora de casa

Dos titulares, Bruno Ribeiro é o único remanescente da campanha do ano retrasado

Vice em 2016, Juventude dá a largada no Estadual contra o Brasil-Pel, fora de casa Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Meia Bruno Ribeiro (D), que estava no elenco de 2016 será titular no duelo desta quarta-feira contra o Brasil-Pel Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Quarta-feira é o dia do Juventude começar a reescrever sua história no Gauchão. Depois de pouco mais de duas semanas de pré-temporada, o time de Antônio Carlos Zago enfrenta o Brasil-Pel, às 19h30min, no Estádio Bento Freitas, em Pelotas.

 Leia mais:
Juventude tem time encaminhado para estreia
Antônio Carlos Zago relaciona seis jovens para jogo de estreia
Zagueiro Fred deve ser confirmado como reforço do Juventude 

No meio-campo há um jogador que chegou perto do título. Bruno Ribeiro participou da campanha do vice-campeonato em 2016. Ele é o único titular daquela final que estará em campo pelo Ju – Pará está suspenso, Lucas está afastado e Heverton defende o Xavante.

– É meu terceiro Gauchão seguido pelo Juventude. Vamos criando uma identidade com o clube e com o Estado. Foi um ano muito bom em 2016, então esperamos que esse ano possamos fazer melhor ou igual aquele campeonato – diz o meia de 34 anos.

Para Zago – que também estava naquela final e vem de dois vices estaduais –, Bruno Ribeiro é peça importante dentro e fora de campo:

– Ele desempenha várias funções. É um dos líderes da equipe. Um jogador superexperiente e que se cuida. Um exemplo, principalmente para os mais novos. Vai nos ajudar muito esse ano. 

Depois de passar por várias regiões do país e atuar na Inglaterra, Bruno Ribeiro se diz totalmente adaptado ao estilo de vida de Caxias do Sul. Nem mesmo o inverno assusta o meia:

– Não achei tão frio assim como o pessoal fala. Para mim foi tranquilo, até pelo fato de ter morado fora e ter pego temperaturas bem piores que aqui. É uma cidade que aprendi a gostar. Passei a ter amigos na cidade. É um lugar muito bom para se viver e espero poder ficar ainda mais.

A caminhada começa hoje e o time alviverde quer melhorar aquela de 2016. O objetivo é repetir 1998, quando o Ju quebrou uma hegemonia de 44 anos da dupla Gre-Nal e levou o título do Gauchão.

Xavante motivado

Apesar de manter alguns nomes ‘intocáveis’ no time titular – como Leandro Leite e Leandro Camilo –, o Brasil-Pel que enfrentará o Ju tem várias mudanças. Com Clemer no comando técnico, foram buscados muitos jogadores formados nas categorias de base do Inter e ex-juventudistas. 

Segundo o treinador Xavante, a conversa com os jogadores que passaram pelo Jaconi foi importante para montar a estratégia:

– O Vacaria (emprestado pelo Juventude e que não poderá jogar contra o ex-clube no Estadual) foi um jogador que conversei muito para que não sejamos surpreendidos dentro do jogo. Ele me deu algumas informações. Como é uma primeira rodada, você não terá todos os dados que queria do time adversário. Mas sempre se consegue observar algumas coisas.

Será uma partida de iguais, isso porque ambos tiveram o mesmo tempo de pré-temporada. Em 2017, foram três confrontos entre os times: um empate no Jaconi, pelo Gauchão, e duas vitória do Brasil-Pel, na Série B. 

Juventude
Foto: Arte Charles Segat / Pioneiro

 Leia também:
Operação prende três, apreende drogas e arma em Nova Prata
Foragidos são presos em operação em Bento Gonçalves
Três cidades da Serra aparecem entre as 25 com mais roubos no Estado 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros