Para superar seus limites, Caxias do Sul Basquete encara o Franca fora de casa - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

NBB 1030/01/2018 | 09h00Atualizada em 30/01/2018 | 09h00

Para superar seus limites, Caxias do Sul Basquete encara o Franca fora de casa

Ala Leandrinho deve ser desfalque do time paulista nesta terça-feira

Para superar seus limites, Caxias do Sul Basquete encara o Franca fora de casa Porthus Junior/Agencia RBS
Técnico Rodrigo Barbosa está confiante em um jogo de igual para igual do Caxias Basquete com o Franca Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Com ou sem Leandrinho? Os jogadores do Caxias do Sul Basquete/Banrisul ainda não sabem se terão pela frente uma das principais estrelas do NBB 10. O time de Caxias do Sul encara o Franca, no Pedrocão, no interior de São Paulo, na noite desta terça-feira, às 19h30min.

NBB10

O experiente ala, campeão da NBA em 2015 pelo Golden State Warriors é a principal dúvida na equipe do técnico Helinho. Leandrinho sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo e não atuou nas duas últimas partidas do Franca, contra Campo Mourão e Paulistano. Sua escalação não está garantida para o duelo desta noite. O reforço dos donos da casa, porém, pode ser o armador Rafa Luz. O jogador, que estava na Espanha, também é uma das principais contratações da equipe.

Independente de quem vai entrar em quadra pelo time paulista, as dificuldades serão grandes para os caxienses. Com 71 pontos sofridos em média, o Franca tem a segunda melhor defesa da competição. Antes de perder na última rodada para o Paulistano, os comandados de Helinho vinham de sequência de nove vitórias no NBB.

– É o time que mais investiu na competição, assim como o Vasco. São jogadores experientes, de grande potencial. Acho que o Leandrinho e o Rafa Luz não vão jogar. Se não for eles, tem Pedro, Leo Meindl, Jefferson. É um time de grande poder no ataque e conta com a atmosfera do ginásio. Se tiver algum deles fora, ajuda um pouco. Mas, nossa preocupação é como nós vamos nos comportar, independente do time deles que entrar em quadra – avalia Rodrigo Barbosa, técnico do Caxias do Sul Basquete.

No primeiro turno, o Caxias recebeu o Franca na segunda rodada e foi derrotado na prorrogação por 86 a 80, depois de 71 x 71 no tempo normal.

– Agora começa a ficar mais nítido o limite de cada equipe. Talvez o que venha acontecendo com nossa equipe é que a cada jogo vamos descobrindo que nosso limite é maior do que pensávamos. Os jogos são de igual para igual, é preciso valorizar cada jogo porque sempre se tem chance, independente das dificuldades. Não sabemos onde vai chegar nosso limite contra o Franca. O deles certamente subiu. Ganharam mais ritmo, mais conjunto – comenta o treinador.

Depois da partida de hoje, o Caxias Basquete segue em solo paulista, onde enfrenta o Bauru, na sexta-feira, na casa do rival.

Leia também:
Fogo na Randon Implementos teria iniciado a partir de uma explosão
Proprietários de terreno invadido em Caxias do Sul podem ser responsabilizados por desmatamento
Polícia Civil investiga golpe em que idoso perdeu quase R$ 160 mil na Serra

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros