Liberado, Ricardo Jesus viaja às pressas e pode estrear pelo Juventude na Copa do Brasil - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Reforço30/01/2018 | 14h42Atualizada em 30/01/2018 | 14h43

Liberado, Ricardo Jesus viaja às pressas e pode estrear pelo Juventude na Copa do Brasil

Centroavante embarca nesta terça-feira e se juntará à delegação, que está desde segunda-feira em Porto Nacional-TO 

Liberado, Ricardo Jesus viaja às pressas e pode estrear pelo Juventude na Copa do Brasil Porthus Junior/Agencia RBS
Ricardo Jesus viaja nesta terça-feira para Porto Nacional-TO. Lá se junta à delegação do Ju para o jogo desta quarta-feira contra o Interporto Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O Juventude ganhou um reforço de última hora para a estreia na Copa do Brasil. Diante do Interporto-TO, nesta quarta-feira, o Ju terá Ricardo Jesus à disposição de Antônio Carlos Zago.

Já treinando com o grupo desde o dia 18 de janeiro, o centroavante dependia de liberação da CBF para estrear pelo Juventude. Na manhã desta terça-feira, no entanto, Jesus teve seu nome publicado no BID e deve ser relacionado para a partida.

A notícia de sua liberação pegou de surpresa a própria comissão técnica do Ju, afinal, Ricardo Jesus sequer havia viajado com a delegação. O grupo de jogadores do alviverde está em Porto Nacional, no Tocantins, onde será o jogo, desde segunda-feira. Ainda nesta terça-feira, Jesus embarca de Caxias do Sul rumo ao Norte do Brasil para se juntar à delegação.

Fisicamente, o centroavante está apto a jogar. Na última semana, pelo Gauchão, Jesus chegou a viajar com o time para enfrentar o São Luiz, em Ijuí, mas ficou de fora da partida justamente por não ter recebido a autorização legal para entrar em campo.

O Juventude encara o Interporto nesta quarta-feira, às 21h30min, na casa do rival. Para avançar, basta um empate ao Ju.

Leia Também:
Para superar seus limites, Caxias do Sul Basquete encara o Franca fora de casa
Mães afirmam que empresa não tem critérios para selecionar cuidadores de escolas em Caxias
Presidentes de partidos em Caxias do Sul defendem a moralização, mas têm pouca influência nas decisões nacionais
 


 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros