Juventude estreia nesta quarta-feira pela Copa São Paulo de Futebol Júnior - Esportes - Pioneiro

Sub-2003/01/2018 | 08h00Atualizada em 03/01/2018 | 08h00

Juventude estreia nesta quarta-feira pela Copa São Paulo de Futebol Júnior

Equipe alviverde enfrenta o Paraná na principal competição de categorias de base do país

Juventude estreia nesta quarta-feira pela Copa São Paulo de Futebol Júnior Felipe Nyland / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Felipe Nyland / Agência RBS / Agência RBS

O último e decisivo passo antes de encarar o profissional é a Copa São Paulo de Futebol Junior. Entre rostos novos e sonhos antigos, o time sub-20 do Juventude estreia nesta quarta-feira, às 16h, contra o Paraná.

O grupo alviverde está sediado na cidade de Cravinhos e os jogos serão no Estádio Jardim Martins, com capacidade para três mil pessoas.  O município  com quase 34 mil habitantes está a 297km da capital e é localizado na região metropolitana de Ribeirão Preto. 

Além dos paranistas, o Ju enfrenta no grupo 11 da competição os paulistas do Comercial de Ribeirão Preto (dia 6, às 14h) e do Rio Branco de Americana (dia 9, às 14h).

Para o time do técnico Itaqui o campeonato é uma chance de comprovar as expectativas que se criaram sobre alguns nomes. Além disso, é a oportunidade dos jovens se apresentarem como opção para Antônio Carlos Zago no time profissional. A ideia da direção de futebol é de que pelo menos cinco deles sejam integrados à equipe “de cima” no Gauchão.

Entre os 20 atletas que viajaram para o interior paulista, apenas dois são caxienses – o lateral-direito Marcelo e o meia Lucas Melo. Além deles, os atletas vêm de oito Estados diferentes do Brasil: Rio Grande do Sul (10 jogadores), Paraná (2), Bahia, Rio de Janeiro, Pernambuco, Santa Catarina, São Paulo e Rio Grande do Norte.

O campeonato é na categoria sub-20, mas o Juventude terá no elenco alguns jogadores com idade ainda de sub-17. O mais velho é o goleiro William, que completa 20 anos no próximo dia 21, enquanto o mais novo é o centroavante Camejo, que fez 17 no dia 6 de dezembro.

São 22 dias — se chegar à final — em que cada atleta alviverde terá a chance de escrever a sua história. De exemplo, a campanha de 2010, quando o time de Ramiro, Alex Telles e Follmann  chegou à semifinal e abriu as portas ao futebol profissional.

A promessa

Denner é o camisa 10 e uma das principais promessas da base alviverdeFoto: Felipe Nyland / Agência RBS

Em sua primeira Copa São Paulo, o meia Denner, que completou 18 anos no último dia de 2017, chega como a grande promessa alviverde. Dono da camisa 10, o habilidoso jogador foi um dos destaques do time na disputa da Copa Ipiranga, em dezembro.

Apesar da pouca idade, Denner carrega consigo a ideia de que a competição poderá representar um salto na sua carreira:

— Creio que estou muito preparado. Nossa equipe está muito bem e muito focada. Pegamos times de grande nível e fizemos grandes jogos na Copa Ipiranga. Então, acho que vamos fazer uma bela Copa São Paulo.

Após a competição, o meia é um dos nomes cotados para integrar o grupo de Zago.

No setor de meio-campo, além de Denner, estão no elenco os meias Lucas e Laion, e os volantes Renan, Bruno e David Lucas.

A realidade

William completa 20 anos no final de janeiro e deve ser integrado ao grupo de Antônio Carlos ZagoFoto: Felipe Nyland / Agência RBS

Uma escola de goleiros que produz em camisa 1 em grande escala camisas. Elias, Airton e Follmann foram bons nomes que brilharam com a camisa alviverde na competição de base.

Com esse histórico, William será o responsável por defender a meta alviverde. O mais experiente do time sabe da responsabilidade que carrega, mas faz disso uma motivação:

— Sabemos que fica uma certa pressão, porque o Juventude tende a revelar bons goleiros. Todo mundo fala isso. Mas é tranquilo. Temos bons preparadores que acrescentam muito no dia a dia para nós. É legal saber que o Antônio Carlos tem um olho para a base. Sabemos que vamos ser vistos e ter uma oportunidade. Isso é uma motivação muito grande.

A defesa alviverde tem, além de William, o goleiro Deuner, os laterais Rodrigo, Marcelo e Felippe, e os zagueiros Ronaldo, Lucão e Odivan.

A esperança

Arthur Taufer marcou dois gols na Copa São Paulo de 2017Foto: Felipe Nyland / Agência RBS

Aqueles que mais são valorizados no mercado do futebol, também são os mais cobrados. Para um atacante chegar no time de cima, não significa que vá ter sucesso ou conseguirá sequência. O último que saiu da base e obteve sucesso foi Brenner. 

Um dos nomes mais falados nas categorias de base alviverde, o atacante Arthur Taufer sabe muito bem o que representará esta competição:

— O campeonato serve para mostrar quem está pronto para o profissional ou não. Nossa equipe está preparada e fizemos uma boa Copa Ipiranga.

Ano passado, Taufer chegou a marcar gol na Copa São Paulo, ainda com 17 anos. Um ano depois, o atacante sabe da relevância de ir bem no torneio:

— É um campeonato para empregar, como se fala no meio do futebol. Se você mostrar, vai colher ali na frente.

Além de Taufer, o ataque alviverde tem Bagé, Douglas, Guilherme, Ivanaldo e Camejo.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros