Em jogo típico de Campeonato Gaúcho, Juventude faz 3 a 1 no São Paulo-RG  - Esportes - Pioneiro
 

Gauchão 201821/01/2018 | 20h59Atualizada em 21/01/2018 | 23h14

Em jogo típico de Campeonato Gaúcho, Juventude faz 3 a 1 no São Paulo-RG 

Duelo realizado no domingo, no Jaconi, teve mais de 1h de paralisação por causa da chuva

Em jogo típico de Campeonato Gaúcho, Juventude faz 3 a 1 no São Paulo-RG  Porthus Junior/Agencia RBS
Artilheiro, Guilherme Queiróz marcou duas vezes na noite de domingo Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Em jogo típico de Gauchão, o Juventude venceu a sua primeira partida. O duelo com o São Paulo-RG, realizado na noite de domingo, no Alfredo Jaconi valia pela segunda rodada da competição. A chuva quase que ininterrupta, fez com que o jogo parasse por mais de uma hora, ainda na primeira etapa. Depois disso, ainda com o gramado encharcado, gols em cruzamentos para a área e 3 a 1 para o Ju. Guilherme Queiróz, duas vezes, e Fellipe Matheus marcaram para o Ju. Luís Gueguel fez o gol do time visitante.

 Leia Mais:
Por recuperação, Juventude recebe o São Paulo-RG pela segunda rodada
Apesar da derrota na estreia, Matheus Cavichioli aponta pontos positivos no Juventude
Centroavante Ricardo Jesus é apresentado como reforço do Juventude
Jogadores apontam falhas da própria equipe como vilã na derrota do Juventude
Juventude estreia com derrota para o Brasil-Pel fora de casa   

Jogo parado e gols em rebotes

O jogo mal tinha começado e foi paralisado. A seis minutos e 25, segundos, a partida foi paralisada pelo árbitro Leandro Vuaden, uma vez que a bola não rolava no gramado alagado. Depois de 1h05min, longas conversas, times aquecendo, saindo e voltando para o gramado, a partida recomeçou no Alfredo Jaconi.

Com um time leve do meio para frente, o Juventude tinha dificuldades de chegar próximo ao gol rival. Quando chegava, era pelo lado esquerdo, na dobradinha Bruno Ribeiro-Pará. 

A primeira chance do Ju veio aos 21 e com muito perigo. Bruno Ribeiro cobrou falta pelo lado esquerdo e, num cruzamento, quase encobriu o goleiro Nicolas, que defendeu a cobrança.

A jogada se repetiria. Aos 30 minutos, nova falta na esquerda. Bruno Ribeiro cobrou, a defesa do São Paulo não afastou e, depois de um desvio de cabeça de Micael, Guilherme Queiróz chutou forte para abrir o placar. O seu segundo gol, na competição.

O lance seguinte seria fatal novamente. Aos 33, jogada na esquerda, cruzamento de Jô e gol de Fellipe Mateus, livre na marca do pênalti.

Aos 40, o São Paulo reagiu. Em cruzamento para a área do Ju, a bola se ofereceu para Luís Gueguel, de calcanhar, finalizar com força para diminuir o marcador.

Pressão do São Paulo

Quando a chuva parou, só deu São Paulo. Jogando num 3-5-2, o Leão começou o segundo tempo pressionando. Com um minuto de jogo, Rafael Pilões foi lançado por Marcelo Carvalho e, livre, só não empatou o jogo porque Matheus Cavichioli fez grande defesa.  

Aos cinco, novo milagre de Matheus. Em desvio de cabeça de Janderson, Rafael Pilões apareceu outra vez livre na área. O atacante, quase na pequena área, parou outra vez no camisa 1 do Ju. No rebote, Thiago Machado, sem goleiro, chutou por cima.

A defesa alviverde dava brecha. Aos sete, Pilões, outra vez nas costas da zaga, recebeu livre e perdeu a chance, chutando por cima.

Aos 13, bola na trave. Janderson cobrou falta, Matheus não foi na bola e a trave salvou o Ju. No rebote, Gulithi não empatou porque o goleiro alviverde se redimiu e defendeu.

Quando a chuva recomeçou no Jaconi, pouca movimentação ofensiva de ambos os lados.

O Ju só chegou aos 37. Carpini fez jogada pessoal e sofreu pênalti. Na cobrança, aos 39 minutos, Guilherme Queiróz deslocou o goleiro Nicolas para fazer o 3 a 1.

Ficha Técnica:

Juventude x São Paulo

Juventude

Matheus Cavichioli; Vidal, Micael, Maurício e Pará; Mateus Santana e Bruninho (Amaral, 28/2º); Jô, Fellipe Mateus (Leandro Lima, 35/2º) e Bruno Ribeiro (Caprini, 22/2º); Guilherme Queiróz. Técnico: Antônio Carlos Zago.

São Paulo-RG

Nicolas; Thiago Machado (Marlon, 26/2º), Marcelo Carvalho, Gulithi e Anderson Pico; Tom e Leanderson; Fred Saraiva (Rafael Pilões, int), Marcelo Labarthe (Pedro, int) e Janderson; Luís Gueguel. Técnico: Claiton

Árbitro: Leandro Vuaden, auxiliado por José Eduardo Calza e Mateus Olivério Rocha. Gols: Guilherme Queiróz (J), aos 30min, Fellipe Mateus (J), aos 33, e Luís Gueguel (S), aos 40min, no primeiro tempo. Guilherme Queiróz (J), aos 39, no segundo tempo. Cartões Amarelos: Pará (J); Anderson Pico, Marcelo Carvalho, Marlon (S). Local: Alfredo Jaconi.

Leia também:
Veranópolis bate o São José por 3 a 1 e conquista a primeira vitória no Estadual
Vítimas de capotamento na Rota do Sol não correm risco de morte
Veranópolis já registra três assassinatos em 10 dias
Estado de saúde de rapaz que sobreviveu após queda de 10 andares continua grave 

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros