Com pouca inspiração, Juventude perde para o São Luiz, em Ijuí - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 

Gauchão 201825/01/2018 | 21h21Atualizada em 25/01/2018 | 21h28

Com pouca inspiração, Juventude perde para o São Luiz, em Ijuí

Duelo realizado na noite de quinta-feira, terminou em 1 a 0 para os donos da casa

Com pouca inspiração, Juventude perde para o São Luiz, em Ijuí Arthur Dallegrave / Juventude, Divulgação/Juventude, Divulgação
Foto: Arthur Dallegrave / Juventude, Divulgação / Juventude, Divulgação

Não foi nesta rodada que o Juventude venceu a sua primeira partida fora de casa no Gauchão. Em noite de pouca inspiração, na quinta-feira, o alviverde foi batido pelo São Luiz, por 1 a 0, em Ijuí. Michel, de bicicleta fez o gol do time da casa. O Ju volta a campo no domingo, às 18h, no Jaconi, contra o Novo Hamburgo.

Leia Mais:
Em busca da segunda vitória, Juventude encara o São Luiz fora de casa
Disposto a "limpar nome", zagueiro Fred é apresentado no Juventude
Gols dos 'novatos' marcam começo do Juventude no Estadual
Pouco mais de 12h depois de vitória na chuva, Juventude se reapresenta no Jaconi
Zago e jogadores do Juventude elencam a raça como razão para a vitória por 3 a 1
  

Com um gramado pesado, como é característica do 19 de Outubro, a bola pouco rolou no começo de partida. O “novo” sistema, com três volantes, no 4-1-4-1, deixou os jogadores do meio distantes do ataque e os erros de passe e a falta de lucidez ofensiva marcaram o primeiro tempo.

O São Luiz também produziu pouco. Quando o fez, foi fatal e abriu o placar. Até os 38 minutos, nada de chute em gol de ambos os lados. Foi então que Gustavo Xuxa levantou para a área, Micael cortou para trás e Michel, de bicicleta, fez um belo gol para o São Luiz.

As chances do Ju se resumiram a uma cobrança de falta de Guilherme Queiróz, aos 10 minutos, finalizada por cima e aos 17, um chute colocado de Mateus Santana, que até tinha endereço, mas foi desviada para a linha de fundo.

Apático, o Ju seguia sem pressionar o adversário mesmo depois de sofrer o gol e saiu no lucro com a derrota parcial por 1 a 0 para o intervalo. Aos 46, o São Luiz não ampliou porque Matheus Cavichioli fez uma grande defesa e chute quase à queima-roupa de Ronaldinho Gramadense. 

O Juventude voltou com a formação alterada. O meia Leandro Lima entrou no lugar do volante Mateus Santana, com o time disposto no tradicional 4-2-3-1.

O Ju parecia que criaria mais. Mas o primeiro chute veio de bola parada. Aos 11 minutos, Pará cobrou falta e Jonatas se espichou para defender no seu canto direito.

Aos 24, os donos da casa tiveram nova chance de ampliar. Em contra-ataque, Hugo Sanches recebeu livre na entrada da área, mas chutou por cima.

Depois disso, muita transpiração, mas nada de inspiração. Nem a entrada dos jovens Denner e Douglas deu novo fôlego ao Ju. A segunda derrota alviverde no Gauchão estava sacramentada.

Ficha Técnica:

São Luiz: Jonatas; Thomas, Tairone, Thalheimer e Márcio Goiano; Rudiero e Karl; Gustavo Xuxa (Lacerda, 36/2º), Luiz Carlos (Hugo Sanches, 11/2º) e Ronaldinho Gramadense; Michel (Sabiá, 27/2º). Técnico: Paulo Henrique Marques.

Juventude: Matheus Cavichioli; Vidal, Micael, Maurício e Pará; Amaral; Felipe Mateus (Douglas, 27/2º), Bruninho (Denner, 20/2º), Mateus Santana (Leandro Lima, int.) e Jô; Guilherme Queiróz. Técnico: Antônio Carlos Zago.

Gol: Michel (S), aos 38 min., no primeiro tempo. Cartões Amarelos: Luiz Carlos, Thomas, Karl, Ronaldinho Gramadense (S) e Pará, Bruninho, Amaral, Denner, Jô (J). Árbitro: Daniel Soder, auxiliado por Elio Nepumoceno e Jorge Bernardi.

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros