Com mudança de foco, Juventude estreia na Copa do Brasil diante do Interporto-TO - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Vale vaga31/01/2018 | 10h00Atualizada em 31/01/2018 | 10h00

Com mudança de foco, Juventude estreia na Copa do Brasil diante do Interporto-TO

Alviverde busca primeira vitória fora de casa na temporada

Com mudança de foco, Juventude estreia na Copa do Brasil diante do Interporto-TO Elias Oliveira/Jornal do Tocantins
Foto: Elias Oliveira / Jornal do Tocantins

Esquecer o ano passado e usar o exemplo de 2016. Esse é o objetivo do Juventude a partir desta quarta-feira, quando o assunto é Copa do Brasil. Às 21h30min, em Porto Nacional, no Tocantins, o time encara o Interporto na estreia da competição nacional.

Assim como no ano passado, a classificação será definida em jogo único. Para avançar, basta ao alviverde um empate na casa do rival.

– O foco é outro. Temos que esquecer o Gauchão, até porque na Copa do Brasil o jogo é único. É importante para os jogadores, comissão técnica, para o clube. Queremos seguir adiante, e teremos força máxima. O adversário é um time que não conhecemos, mas dentro de campo são 11 contra 11. O importante é quem jogar melhor. Os detalhes vão definir quem ganha ou perde o confronto – projeta Guilherme Queiróz.

O centroavante acredita, inclusive, que um sucesso na Copa do Brasil pode entrosar o grupo e ajudar o Ju a retomar o caminho das vitórias no Gauchão:

– Estamos nos conhecendo agora. É começo de campeonato. Infelizmente não fizemos um jogo para a torcida ficar admirada. É assim mesmo. Tem times que encaixam de primeira, outros demoram um pouco. Nosso time tem muita qualidade e vamos encaixar o mais rápido possível. Temos de voltar com a classificação de qualquer jeito.

O objetivo do Ju é repetir 2016. Naquele ano, justamente com Zago no comando, o clube chegou às quartas de final e só foi eliminado nos pênaltis para o Atlético Mineiro. Daquele grupo que chegou entre os oito, seguem jogadores como Vidal, Pará, Sananduva, Micael, Vinícius e o goleiro Douglas.

Na memória mais recente do torcedor, no entanto, está a precoce eliminação de 2017. Na primeira fase, o alviverde perdeu para o Murici-AL por 3 a 1 e foi eliminado na primeira edição em que o jogo da volta foi extinto nas fases iniciais.

– Colocamos para os jogadores o exemplo do ano passado. Sofreu para classificar no Gauchão e não passou da primeira fase na Copa do Brasil. É o momento de nos superarmos em campo. É preciso falar menos, treinar mais, correr mais, o treinador trabalhar mais para superar as dificuldades que teremos com o Interporto – argumenta Antônio Carlos Zago.

Atual campeão tocantinense, o Interporto vem embalado depois de eliminar o Princesa de Solimões-AM na fase preliminar da Copa Verde. Para encarar o Ju, o meia Netinho, que retorna de lesão, é a principal novidade no Interporto. 

O time do técnico Jadson Oliveira, porém, não terá o lateral-direito Polegar, machucado. Em seu lugar, o volante Rodrigo deve ser improvisado.

Ficha Técnica:
Quarta-feira, 21h30min
Interporto
Carlão; Rodrigo, Alisson, Paganelli e Ítalo; Iuri, Pasa (Ildemar) e Netinho; Afonso, Jonas e Roni. Técnico: Jadson Oliveira.

Juventude
Matheus; Vidal, César Martins, Micael (Maurício) e Pará; Amaral (Bruninho) e Mateus Santana; Fellipe Mateus, Leandro Lima e Jô (Caprini); G. Queiróz. Técnico: Antônio Carlos Zago.

Local: General Sampaio, em Porto Nacional-TO. Árbitro: Rodrigo Batista Raposo, auxiliado por José Reinaldo Junior e Daniel Henrique da Silva Andrade (trio do Distrito Federal). Rádio: Caxias 93.5FM.

Leia também:
Família de Flores da Cunha passa as noites em carro após ter o apartamento invadido
Em vídeo, casal relata furto em carro estacionado em shopping de Caxias do Sul
Homem se passa por agente de saúde para furtar casas no bairro Serrano, em Caxias  

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros