Com atuação destacada de Douglas, Juventude empata e segue na Copa do Brasil - Esportes - Pioneiro

Versão mobile

 

Classificado31/01/2018 | 23h39Atualizada em 01/02/2018 | 00h16

Com atuação destacada de Douglas, Juventude empata e segue na Copa do Brasil

Goleiro alviverde foi principal responsável pelo placar de 0 a 0 contra o Interporto, no Tocantins

Com atuação destacada de Douglas, Juventude empata e segue na Copa do Brasil Elias Oliveira / Jornal do Tocantins/Jornal do Tocantins
Foto: Elias Oliveira / Jornal do Tocantins / Jornal do Tocantins

A classificação alviverde foi de redenção. Imagine passar quase 10 meses sem jogar uma partida oficial e ter que assumir a responsabilidade de substituir um dos ídolos da torcida no ano passado – sendo você, um dos mais criticados. O goleiro Douglas ficou sabendo com pouco mais de 24 horas que substituiria Matheus, que sofreu um entorse no tornozelo na véspera da estreia na Copa do Brasil. O placar de 0 a 0 contra o Interporto, na noite desta quarta-feira (31), no General Sampaio, em Porto Nacional-TO, teve a participação decisiva do herói improvável. Douglas foi seguro e decisivo. E o Juventude está classificado à segunda fase da competição, apesar de só o camisa 1 ter brilhado no Tocantins.

O primeiro tempo não foi bom para o Juventude. Sem conseguir criar grandes chances, o time alviverde viu as melhores oportunidades dos 45 minutos iniciais dos donos da casa.

Logo aos 10 minutos, o Interporto começou as tentativas na bola aérea. Ítalo cruzou para a área, em lançamento que buscava o centroavante Roni. Antes que a bola chegasse ao camisa nove do time tocantinense, o goleiro Douglas afastou, saindo de soco.

Aos 13 minutos, nova chegada do time da casa. O volante Pasa chegou de frente e chutou à direita do goleiro alviverde.

A primeira chegada do Juventude só foi acontecer aos 24 minutos. A defesa do Interporto se atrapalhou na saída de bola, Fellipe Mateus arriscou e mandou pela linha de fundo, apesar das reclamações de desvio na marcação.

Depois, a maior pressão do primeiro tempo sofrida pelo time de Antônio Carlos Zago. Foram três minutos de muito perigo. Aos 32, Cesar Martins tentou o drible mas acabou perdendo a bola para Roni, que deu o passe para Jonas. O atacante  chegou cara a cara com Douglas, mas não conseguiu marcar.

Dois minutos depois foi a vez de Pará perder uma dividida. A bola sobrou novamente para Jonas, que obrigou o goleiro alviverde a boa defesa. Aos 35 foi Rodrigo que parou em Douglas, após cabeceio do lateral-direito do Interporto.

O Juventude ainda tentou algumas situações até o apito intermediário, mas não conseguiu levar perigo ao gol de Carlão. Intervalo de um 0 a 0 de pouco futebol do Ju. 

A segunda etapa teve o Ju tentando um pouco mais. Aos 15 minutos, Matheus Santana subiu mais alto que todos, mas cabeceou a bola pela linha de fundo, após cobrança de falta de Leandro Lima. A resposta do Interporto veio aos 21, quando Pasa arriscou de longe e a bola passou perto. 

O lance que garantiu a classificação alviverde na Copa do Brasil veio aos 34. Netinho cobrou falta por cima da barreira,  buscando o canto esquerdo de Douglas. O goleiro alviverde voou no canto, fazendo um milagre — para alegria da torcida alviverde e de Ricardo Jesus, que fez sua estreia com a camisa do Ju.

 O novo centroavante alviverde teve sua chance aos 44 minutos, quando chutou por cima do gol da equipe tocantinense.

Fim de jogo e novo empate do Ju em Tocantins, assim como em 2016, quando o Juventude chegou longe na Copa do Brasil. Agora é esperar pelo vencedor de Avaí e Ceilândia-DF, semana que vem.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros