Caxias termina rodada na liderança e com melhor ataque do Campeonato Gaúcho - Esportes - Pioneiro

Vers?o mobile

 

Grená na ponta22/01/2018 | 08h00

Caxias termina rodada na liderança e com melhor ataque do Campeonato Gaúcho

Time do técnico Luiz Carlos Winck marcou oito vezes nas duas partidas que disputou

Caxias termina rodada na liderança e com melhor ataque do Campeonato Gaúcho Félix Zucco / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Félix Zucco / Agência RBS / Agência RBS

Muitos duvidaram que o Caxias poderia repetir o bom início do Campeonato Gaúcho de 2017, quando a equipe grená conquistou quatro pontos nas três primeiras rodadas. Pois em dois jogos da atual edição do Estadual, o time de Luiz Carlos Winck já superou esta marca. 

Foram duas vitórias, seis pontos conquistados e a liderança da competição no início da rodada. O 5 a 3 contra o Grêmio, de virada, no sábado, na Arena, foi mais uma demonstração da força que o Caxias começa a apresentar em busca de seus objetivos no Gauchão.

Se no ano passado o time grená jamais chegou ao primeiro lugar na fase de classificação, no Gauchão 2018 a equipe já alcançou nas primeiras rodadas esta condição. O que diferencia o grupo de Winck dos demais rivais é justamente a quantidade de gols marcados — são oito no total, e saldo positivo de cinco.

Autor de dois gols — o terceiro contra o Novo Hamburgo e o primeiro contra o Grêmio — o atacante Nicolas comemora o bom início ofensivo do time:

— Esse começo nos dá muita confiança para o que vem pela frente. Todos ficaram bastante felizes com as vitórias e com os gols, mas sabemos que não dá para acomodar. Temos que seguir trabalhando forte.

Nos oito gols marcados pelo grená, todos os setores estão representados. Além de Nicolas, o ataque marcou no sábado com João Paulo e Daniel Cruz. Do meio-campo saíram os dois primeiros gols do time no Gauchão, com Rafael Gava e Diego Miranda. Da defesa, o artilheiro improvável do time. O zagueiro Laércio fez dois dos cinco gols grenás na inédita vitória do Caxias sobre o Grêmio na Arena — foi a primeira vez que o tricolor levou tantos gols em seu estádio.

A atenção para que os dois bons resultados do Caxias não tirem o foco do time na sequência da competição foi alertada por Luiz Carlos Winck ao final do jogo em Porto Alegre.

— Já chamei a atenção no vestiário. A euforia é para o torcedor.  Não para nós, comissão e atletas, e tenho certeza que nem para minha diretoria, que sempre teve os pés no chão. Sabemos que temos muitas coisas ainda por percorrer. O caminho inicial está sendo bom, mas não sabemos ainda o que vamos enfrentar — diz o treinador grená.

A força do grupo, segundo Winck, é um dos determinantes para o bom início no Estadual:

— Nos apresentamos em novembro e já temos uma família dentro do Caxias, assim como foi ano passado.

Se a euforia fica para o torcedor, é bem possível que se possa ver o retorno disso na quarta-

feira, quando o time volta ao Centenário, contra o Inter. É provável também que a meia dúzia de grenás que gritaram “time sem vergonha”, no amistoso contra o São José-PoA,  estejam orgulhosos do time que tem um excelente começo no Gauchão.

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros