Caxias Basquete aposta na força da defesa para derrotar o Joinville nesta sexta-feira - Esportes - Pioneiro
 

NBB 1026/01/2018 | 06h50Atualizada em 26/01/2018 | 06h50

Caxias Basquete aposta na força da defesa para derrotar o Joinville nesta sexta-feira

Equipe caxiense inicia o segundo turno com a missão de se manter no G-8

Caxias Basquete aposta na força da defesa para derrotar o Joinville nesta sexta-feira Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Alex (C) projeta duelo complicado em Santa Catarina Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Quem acompanha mais de perto o basquete já deve ter ouvido a frase: “O ataque ganha jogos. A defesa ganha campeonatos”. Não é exagero. E trata-se de um conceito cada vez mais evidente nas competições, sejam elas nacionais ou internacionais.

NBB10

É apostando nesta característica que o Caxias do Sul Basquete/Banrisul quer manter o que apresentou no primeiro turno a partir desta noite. Hoje, às 20h, em Joinville, o time de Rodrigo Barbosa dá a largada para a segunda parte da competição. O jogo terá a transmissão pelo Twitter do NBB.

Na sexta colocação com oito vitórias e seis derrotas, o desafio é continuar surpreendendo.

– A tabela mostra a importância da nossa qualidade na marcação. E teve alguns jogos que ainda vacilamos, poderíamos estar mais acima. O foco total agora é o segundo turno para manter isso. A grande chave da nossa defesa é a comunicação em quadra – destaca o ala Pedro.

Na sua terceira participação no NBB, o Caxias Basquete fechou o primeiro turno com a terceira melhor defesa, cedendo em média apenas 72,86 pontos aos rivais. Um dado interessante é de que nas oito vitórias conquistadas o adversário não ultrapassou os 70 pontos. 

– É de suma importância ter uma defesa forte, que saiba neutralizar os pontos fortes de cada time. É o que a gente tem feito, trabalhado muito em cima de cada um dos adversários. Foi isso que deu resultado – avalia o ala Alex. 

O Joinville ocupa a 12ª colocação, a última que garante vaga aos playoffs. São quatro vitórias em 14 partidas. Por se tratar de um duelo contra um time que está abaixo na tabela, Pedro pede atenção aos destaques do adversário, mas diz que a vitória é fundamental:

– São jogos que, mesmo estando fora de casa, a obrigação de vencer é nossa, até por tudo que a gente mostrou no campeonato. É entrar ainda mais focado, como se a gente fosse jogar com Flamengo, Franca ou Paulistano. Tem que tentar diminuir o volume dos principais jogadores deles, os norte-americanos (Stocks e Johnson) e o Vezzaro, e sair rápido para o contra-ataque.

O técnico Rodrigo Barbosa terá o grupo completo para o duelo desta noite. No primeiro turno, no Vascão, o Caxias venceu por 72 a 63. Para o ala Alex, o último lance da partida em casa, quando o armador Stocks acertou uma cotovelada em Cauê Borges, pode refletir em um duelo mais tenso em Santa Catarina.

–  Será um jogo bem complicado, um dos mais difíceis do NBB, até pela forma como a equipe de Joinville joga e pela confusão que teve aqui no final da partida. Acredito que vá ser um clima de guerra – projeta o jogador.

Leia Também
Conselho Municipal de Trânsito sugere tarifa de R$ 3,85 para transporte coletivo em Caxias
Após mais de 50 demissões, trabalhadores protestam pela segunda vez na Dambroz, em Caxias

 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros