Caxias aposta na motivação para se dar bem na estreia contra o Novo Hamburgo - Esportes - Pioneiro
 

Gauchão 201817/01/2018 | 08h00Atualizada em 17/01/2018 | 08h00

Caxias aposta na motivação para se dar bem na estreia contra o Novo Hamburgo

Time do técnico Luiz Carlos Winck ainda não está definido para enfrentar o atual campeão

Caxias aposta na motivação para se dar bem na estreia contra o Novo Hamburgo Roni Rigon/Agencia RBS
Pronto para o Estadual, Caxias treina desde o dia 8 de novembro, quando deu início à pré-temporada de 2018 Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

Motivação não falta no Estádio Centenário. Desde 23 de abril sem atuar, o Caxias volta a campo na noite desta quarta-feira pelo Campeonato Gaúcho. Atual campeão do Interior, o time grená enfrenta de cara o atual campeão Estadual, o Novo Hamburgo. Aliás, os dois foram os últimos clubes a quebrarem a hegemonia da dupla Gre-Nal.

Leia Mais:
Com lesão de Jean, Laércio será o titular na zaga do Caxias na estreia contra o Novo Hamburgo
Centroavante do Caxias é bem acostumado com o Gauchão
Com grupo novo, Caxias tenta ir mais longe no Estadual 2018 

Ao todo, foram 70 dias de preparação da equipe do técnico Luiz Carlos Winck – que iniciou a pré-temporada dia 8 de novembro. Motivos para confiança, mas também de inquietação.

– A ansiedade é normal, faz parte do jogo. A responsabilidade também é grande porque vale três pontos. Temos de por em prática o que treinamos. É um confronto complicado, mas a motivação do grupo nos dá uma boa expectativa – avalia Winck.

As casamatas também serão atrativas no Centenário. De um lado Winck, já identificado com o torcedor grená. Do outro, Beto Campos, campeão gaúcho no Noia e da Divisão de Acesso 2016, pelo próprio Caxias.

– Meu relacionamento sempre foi muito bom com o Caxias. Nas passagens que estive aí conquistamos uma Divisão de Acesso. Tenho um respeito grande por todos – recorda Beto Campos. 

O título do ano passado deu outra visibilidade ao clube do Vale dos Sinos e também do treinador. Em 2017, Beto treinou Náutico e Criciúma – substituindo Winck, no segundo.

– O Novo Hamburgo mudou pelo título. Um respeito, uma situação positiva pelo que conquistou. O Beto Campos, a cada ano que passa, está mais experiente – aponta o treinador.

Se Beto Campos terá o time considerado ideal, Winck tem um problema e duas dúvidas. Sem o capitão Jean, machucado, Laércio será o zagueiro. No ataque, Daniel Cruz foi regularizado apenas ontem e pode perder a vaga para Nicolas. Já no meio, ou joga o meia Diego Miranda ou o volante Gilson.

– É uma das ideias que tenho. Pode iniciar com o Diego, porque o Gava faz o segundo volante e se sente bem ali. Mas pode o Gilson entrar e o Gava avançar – despista Winck, ao garantir que o time vai no 4-2-3-1, independente dos nomes em questão.

Arte Caxias
Foto: Arte Charles Segat / Pioneiro

Leia também:
Operação prende três, apreende drogas e arma em Nova Prata
Foragidos são presos em operação em Bento Gonçalves
Três cidades da Serra aparecem entre as 25 com mais roubos no Estado

m:cms -->
 
 
 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros