Caxias e Veranópolis ficam no empate sem gols - Esportes - Pioneiro

Amistoso22/12/2017 | 19h09Atualizada em 22/12/2017 | 19h09

Caxias e Veranópolis ficam no empate sem gols

Com uma chance para cada lado, equipe grená e o pentacolor não conseguiram balançar as redes

Caxias e Veranópolis ficam no empate sem gols Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O clima foi de amistoso em Veranópolis, exceto o forte calor que fez ao longo da primeira hora. De resto, Caxias e VEC movimentaram muito, fizeram poucas conclusões com perigo e empataram sem gols na tarde de sexta-feira.

Destaque para estréias do meia Diego Miranda e do centroavante João Paulo que fizeram boas atuações. No lado pentacolor, o meia Talles Cunha teve boa atuação.

No primeiro tempo, o Caxias até deu mostras que o estilo de toque de bola poderia prevalecer. Logo no primeiro minuto, uma jogada bem trabalhada de triangulações e movimentações no meio de campo fez Rafael Gava lançar Túlio Renan na área. Ele rolou para área, mas nas costas dos atacantes.

Após este lance, o VEC deu o ritmo do Gauchão. Fechou suas linhas de marcações e tentou sair no contra-ataque. Foi assim que produziu a maior parte das ações ofensivas, mas bem verdade que só uma assustou. Aos 32, após cobrança de falta o zagueiro Rafael Bonfim desviou, a bola tocou na zaga grená e foi para fora.

Ofensivamente, o Caxias teve uma boa chance criada e em jogada ensaiada. Rafael Gava cobrou falta da direita, aos 12, Jean cabeceou e a bola desviou na zaga. O técnico Luiz Carlos Winck até tentou mudar o panorama da partida no primeiro tempo, colocou Diego Miranda no lugar de Guto Dresch. O Caxias até começou a rodar a bola no ataque, mas sem nenhuma conclusão na direção do gol.

Como período de testes, Winck voltou do intervalo com o centroavante João Paulo no lugar de Nicolas, mudando a característica da sua equipe. 

No seu primeiro toque de bola, o camisa 9 quase fez seu primeiro gol. Após cruzamento de Daniel Cruz, ele cabeceou e exigiu boa defesa do goleiro Reynaldo.

Aos oito, veio a resposta do VEC. Em jogada ensaiada de bola parada, Juba bateu cruzado da direita e Talles Cunha fechou na esquerda jogando a bola na trave.

A partir dos 20, as substituições iniciaram, descaracterizando um pouco o jogo. A movimentação aumentou dos dois lados. As chances seguiram escassas. No fim, Gabriel Silva saiu cara a cara com Gledson e o goleiro grená levou a melhor.

O Caxias jogou com Gledson; Cleiton (Igor Bosel), Júnior Aleves (Geninho), Jean (Laercio) e Julinho (Vavá); Régis (Marabá), Guto Dresch (Diego Miranda) e Rafael Gava; Túlio Renan (Ramon), Daniel Cruz (Gilson) e Nicolas (João Paulo).


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros