Cafferata desponta como o sexto jogador do Caxias Basquete - Esportes - Pioneiro

NBB 1007/12/2017 | 08h23Atualizada em 07/12/2017 | 14h51

Cafferata desponta como o sexto jogador do Caxias Basquete

Argentino dá a característica de velocidade ao time de Rodrigo Barbosa que enfrenta o Mogi, nesta quinta

Cafferata desponta como o sexto jogador do Caxias Basquete Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Argentino Cafferata tem a velocidade como sua principal característica Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

O argentino Enzo Cafferata é o motorzinho do Caxias do Sul Basquete/Banrisul. Ele é o sexto jogador e quando entra muda a dinâmica do jogo, acrescentando velocidade na transição da equipe. Uma característica diferente e que pode mudar o panorama de uma partida, ainda mais em duelos equilibrados como promete ser nesta quinta, contra o Mogi,  às 19h, no Ginásio do Vascão. Os ingressos, nesta quinta, custam R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada) e a venda ocorre somente no ginásio.

— Entendo que devo fazer isso, mudar um pouco o ritmo do jogo. Eu tenho esse estilo, que já vem de muitos anos, e respeito isso. Tento me adaptar à filosofia do time e ajudar a equipe, jogando de armador ou ala/armador. Independentemente disso, estou feliz aqui, jogando com raça e atitude — diz o armador.

Leia mais:
Confira o Guia Pioneiro NBB 10
Caxias tenta vitória inédita sobre o Mogi-SP

A velocidade de transição se difere um pouco da característica do armador titular, Cauê Verzola, que dosa mais o ritmo de jogo. Essas diferenças se complementam e permitem ao técnico Rodrigo Barbosa ter opções ao longo dos quatro períodos. A única exigência do treinador é uma boa leitura das ações durante a partida.

— Ele (Cafferata) consegue nos dar uma consistência de como eu gosto de trabalhar, com o jogo mais controlado. Se for analisar, nosso time consegue ter controle das ações. Isso não significa que vai acertar sempre, mas sabe o que vai fazer. Isso passa pelos armadores e os dois são cobrados. Tanto ele quanto o Cauê precisam ter boa leitura da partida — destaca Barbosa.

Essa leitura será fundamental nesta quinta. Afinal, o Mogi é líder do NBB e continua com 100% de aproveitamento. Uma equipe forte, que faz o seu melhor início de temporada da história. O diferencial está no Big Three (os três principais jogadores do clube) formado pelos norte-americanos Tyrone (ala/pivô), Shamell (ala) e Larry Taylor (armador), o último naturalizado brasileiro. Portanto, todo o cuidado é pouco nesta noite.

— Eles têm um time com muita qualidade. Temos que estar atentos, não dá para deixar ninguém sozinho. Tem que defender forte e tentar impor o nosso padrão de jogo — alerta Cafferata.

Será mais uma grande noite de basquete em Caxias do Sul. Com três vitórias na competição e se mostrando muito forte nos seus domínios, não falta confiança para o time caxiense buscar mais uma vitória.

— Estamos muito confiantes para esse jogo. Esperamos que a nossa torcida possa nos ajudar a fazer uma grande apresentação — projeta o argentino.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros