Zago reclama de herança de Juventude que jogava por uma bola - Esportes - Pioneiro

Série B15/11/2017 | 00h02Atualizada em 15/11/2017 | 00h14

Zago reclama de herança de Juventude que jogava por uma bola

Mesmo sem citar Dal Pozzo, treinador falou da maneira como encontrou time no seu retorno ao Jaconi

Zago reclama de herança de Juventude que jogava por uma bola  Fred Magno / O Tempo/Estadão Conteúdo/O Tempo/Estadão Conteúdo
Foto: Fred Magno / O Tempo/Estadão Conteúdo / O Tempo/Estadão Conteúdo

Novamente Antônio Carlos Zago foi forte nas declarações após a derrota do Juventude para o América-MG, por 1 a 0, na noite desta terça-feira. O técnico alviverde reclamou do que encontrou no time no seu retorno ao Alfredo Jaconi.

— Peguei uma herança de uma equipe que jogava por uma bola só. É uma herança que vamos ter que controlar até o final do ano — disparou o treinador, que negou criticas à comissão técnica anterior, comandada por Gilmar Dal Pozzo.

Zago também falou da falta de ambição do time durante a Série B. O discurso conformista pregado no clube durante toda competição desagradou o treinador:

— Falaram muito dos 45 pontos que esqueceram que os jogadores tinham qualidade para conseguir mais. Isso acabou entrando na cabeça dos jogadores. Quando conseguiu os 45 acabou acontecendo um relaxamento natural.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros