Na estreia de Zago, Juventude vence o Ceará e termina série sem marcar gols - Esportes - Pioneiro

Série B03/11/2017 | 21h17Atualizada em 03/11/2017 | 21h17

Na estreia de Zago, Juventude vence o Ceará e termina série sem marcar gols

O 1 a 0 feito por Ramon, deixa o Ju a sete pontos do G-4

 

Foto: Marcelo Casagrande / Agência RBS

Finalmente, Jaconero. Depois de mais de um mês, cinco jogos, um tempo e 17 minutos, o Juventude voltou a marcar um gol diante do Ceará, com Ramon, na noite desta sexta-feira, no Alfredo Jaconi. O 1 a 0 contra o Vovô foi também a volta das vitórias após passar todo outubro sem conseguir os três pontos. A partida marcou também o retorno do técnico Antônio Carlo Zago ao comando do time, que agora está a sete pontos do G-4. O Ju volta a campo na terça-feira, contra o CRB, fora de casa.

Os primeiros 45 minutos de Antônio Carlos a beira do campo do Jaconi no retorno ao time alviverde mostraram muito da sua identidade, apesar do pouco tempo de trabalho que teve a frente do time.

Apesar de, assim como o Náutico, as chances não terem sido tão claras, o toque de bola e a ofensividade marcaram o primeiro tempo do Ju. Logo nos primeiros lances, Leílson, em cobrança de falta, e Ramon, que arriscou de fora da área, deram o tom mais ofensivo.

No entanto, a chance clara quem teve primeiro foi o Ceará. Aos seis minutos, após bobeira da defesa do Juventude em cobrança de escanteio do time nordestino, Lima, sozinho no meio da área, desviou de cabeça para boa interceptação de Matheus Cavichioli.

Aos 13 o Ju tentou novamente com Leílson, que após tabela com Ramon, mandou perto do gol de Everson. O resto do primeiro tempo foi mais de estudos das duas equipes do que propriamente chances claras. Enquanto o Juventude tentou, sem sucesso, em cobrança de falta de Bruno Ribeiro, aos 26, o time cearense parecia contente em levar o empate para o intervalo. E assim o foi. Um 0 a 0 com o Juventude mais um tempo de jogo sem marcar gols - o 11º na sequência.

O segundo tempo começou de forma muito parecida. O Ju buscava o ataque, enquanto o Ceará tinha a tranqüilidade de quem está na parte de cima da tabela. Ainda assim, aos 14 minutos, o time adversário quase abriu o marcador, aos 14, em um bate e rebate na área que a defesa alviverde não conseguiu acordar.

O contra-ataque foi mortal. Aos 17 minutos, jogada rápida pela direita, Tiago Marques viu a passagem de Felipe Lima pela direita. O meia fez o cruzamento para o meio da área onde Ramon apareceu e tocou no canto direito de Éverson, que viu a bola morrer no fundo da rede. Depois de um mês de outubro inteiro sem comemorar gols, o jaconero finalmente voltou a vibrar com um gol juventudista. 

A partir de então o Ceará teve que se abrir e buscar o ataque. Aos 25, após cobrança de escanteio de Rafael Carioca, o zagueiro Luiz Otávio cabeceou a esquerda gol de Matheus.

Aos 34, a resposta do Juventude quase foi precisa. Tiago Marques fez boa jogada e tocou entre os zagueiros para entrada em velocidade de Yago. O atacante recebeu a marcação e acabou não conseguindo a conclusão a gol.

O Ceará começou a arriscar tudo e mandar cruzamentos seguidos para a área alviverde, mas parou na defesa e nas interceptações do goleiro Matheus. Fim de jogo e as vaias, recorrentes nos últimos jogos em casa, foram substituídos por gritos de "Juventude, Juventude".

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros