Juventude perde para o CRB fora de casa e mantém baixo aproveitamento como visitante - Esportes - Pioneiro

Série B07/11/2017 | 23h41Atualizada em 07/11/2017 | 23h48

Juventude perde para o CRB fora de casa e mantém baixo aproveitamento como visitante

Derrota por 2 a 0 em Maceió praticamente elimina sonho de acesso. Time segue sem vencer no Nordeste em 2017

Juventude perde para o CRB fora de casa e mantém baixo aproveitamento como visitante Ailton Cruz/Especial
Foto: Ailton Cruz / Especial

O Nordeste não é território alviverde em 2017. A derrota para o CRB, por 2 a 0 nesta terça-feira, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, foi o terceiro revés alviverde na região na temporada, incluindo a eliminação na Copa do Brasil, e dois empates contra os lanternas da Série B. O resultado praticamente sacramenta o fim do sonho de acesso no Alfredo Jaconi. O time volta a campo na sexta-feira, contra o Oeste, em Caxias do Sul.  

O primeiro tempo foi de boa atuação do Ju. Mantendo a característica de toque de bola, o time de Zago parecia estar em casa no Nordeste. Porém, a primeira chance foi do CRB. Aos 12 minutos, após cruzamento de Chico, Edson Ratinho ajeitou e chutou forte, para defesa de Matheus.

A resposta alviverde demorou dois minutos. Leílson invadiu a área em velocidade pelo lado direito, limpou dois marcadores e chutou forte. Edson Kölln mandou com a canela para a linha de fundo. A pressão do Ju seguiu aos 16, quando Tiago Marques avançou em velocidade e chutou cruzado, raspando a trave esquerda do CRB.

Quando se imaginava o gol a favor do Juventude, veio o castigo. Aos 19, Danilo Pires fez ótimo cruzamento da direita, o centroavante Zé Carlos subiu mais alto que Micael, que não saiu do chão, e fuzilou de cabeça no canto esquerdo de Matheus, que nada pode fazer. Vantagem do time alagoano, que deixava naquele momento a zona do rebaixamento.

A partir daí, o que era  tendência virou realidade, e o CRB começou a se preocupar mais com a defesa do que em atacar. E o Ju seguiu martelando. Aos 31, Felipe Lima cruzou e o zagueiro Adalberto quase marcou contra. Depois foi a vez de Tiago Marques quase marcar, aos 38. Jogada rápida pelo lado direito e chute de canhota. Novamente o goleiro regatiano espalmou para a linha de fundo.

Aos 44, Pará ainda tentou, mas a bola passou à esquerda de Edson Köllh, e não conseguiu mudar o placar final da primeira etapa. O segundo tempo começou parecido. O Juventude, precisando do resultado, tentou contra um CRB defendendo o 1 a 0.  E assim, aos quatro minutos, Tiago Marques aproveitou rebote de puxeta e obrigou o goleiro adversário a nova defesa.

O time das Alagoas tentou algo com Danilo Pires, aos 23, quando chutou de primeira à esquerda do gol de Matheus e sentiu a coxa direita. A qualidade caiu e as substituições não deram certo.  Ao melhor estilo Dal Pozzo, Zago colocou João Paulo no lugar de Ramon e fez com que Tiago Marques saísse da área. Depois tentou Juninho na vaga de Leílson. Nenhuma das duas tentativas surtiu qualquer tipo de efeito. 

Quem ainda tentou foi Pará, em cobrança de falta, aos 43. O lateral-esquerdo cruzou fechado  para saída de soco do goleiro. Aos 46, jogada rápida do CRB, Ratinho dá um drible para envergonhar Maurício,  que ficou caído no chão.  Erik Salles finaliza para boa defesa de Matheus. No rebote, o mesmo Ratinho perdeu chance incrível. O segundo veio no último minuto. Após pênalti cometido por Matheus, Tony cobrou com força e deu números finais na partida.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros