Autor do gol contra o Ceará, Ramon espera sequência positiva no Ju - Esportes - Pioneiro

Série B07/11/2017 | 08h00Atualizada em 07/11/2017 | 08h00

Autor do gol contra o Ceará, Ramon espera sequência positiva no Ju

Atacante, que voltou ao time contra o Náutico, marcou quatro gols na competição

Autor do gol contra o Ceará, Ramon espera sequência positiva no Ju Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Em alta, Ramon está confirmado para enfrentar o CRB na noite desta terça-feira Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Um jogador que começa a se reencontrar no Juventude após uma lesão. O atacante Ramon, autor do gol do triunfo alviverde contra o Ceará, na sexta-feira, está retomando aos poucos a sequência de partidas, assim como o Ju espera dar continuidade às vitórias. A chance de embalar o segundo resultado positivo será nesta terça-feira, às 21h30min, contra o CRB, em Maceió.

Autor de quatro gols nesta Série B, Ramon encontrou no estilo de jogo de Antônio Carlos Zago, sem chutões, uma forma em que se sente mais confortável. O treinador tem o entendimento de que o rendimento do atacante melhora jogando de frente para o gol.

– Ele não tem as características de jogar de costas, de girar ou de fazer a parede. Cumpriu bem a função que esperávamos dele. Sabe fazer gols. Espero que ele esteja inspirado até o final para que a gente possa ganhar o máximo de jogos possíveis – diz Zago, que já conhecia o atleta dos tempos em que Ramon defendia Lajeadense e Brasil-Pel.

O atacante voltou ao time contra o Náutico, na semana passada, ainda antes da chegada do novo treinador. A afirmação no time, agora com Antônio Carlos, veio com o gol e a retomada das vitórias. Do jogo da sexta-feira até a viagem para o Nordeste, na manhã de ontem, pouca coisa em campo pode ser trabalhada. Por isso, Ramon entende ser importante a conversa do treinador com o grupo:

– O tempo que tivemos para treinar foi antes da partida passada. Para essa não teve tempo nenhum, foi só recuperação. Então, mesmo fora de casa, vamos tentar implementar a mesma postura que deu certo no Jaconi.

O pouco tempo de trabalho, no entanto, não foi problema para a adaptação à forma de jogar do técnico.

– O Antônio tentou implementar isso na primeira semana. A maioria dos atletas já conhecia a forma dele trabalhar. Nós, que não estávamos aqui ano passado, já conseguimos entender o estilo de jogo.

Ramon vive a esperança da sequência. Assim como o Juventude, que ainda tem metas para o final desta Série B. Há um sonho de acesso. Um desejo que é lembrado a todo momento pelos jogadores e por Zago.


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros