Jogadores elogiam método de trabalho de Antônio Carlos Zago no Ju - Esportes - Pioneiro

Série B31/10/2017 | 08h00Atualizada em 31/10/2017 | 08h00

Jogadores elogiam método de trabalho de Antônio Carlos Zago no Ju

Treinador foi apresentado no sábado e "estreia" na sexta-feira, diante do Ceará, em casa

Jogadores elogiam método de trabalho de Antônio Carlos Zago no Ju Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Em fase de análise de equipe, Zago (C) treinou dois times distintos, ambos com atletas alguns que vinham sendo titulares Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Nem bem chegou, e o método de trabalho de Antônio Carlos Zago já repercute entre os jogadores do Juventude. Na segunda-feira, o técnico começou a experimentar as possibilidades de time que entra em campo sexta-feira diante do Ceará, no Alfredo Jaconi. 

Independente da escalação, a posse de bola deve ser uma marca almejada pelo treinador, que na atividade de ontem dividiu a equipe em dois times, atuando em apenas metade do campo.

- A mudança foi benéfica, o grupo já conhecia ele, as referências são muito boas. Já enfrentei, mas nunca trabalhei com ele. Nos treinos, deu para ver que é um estilo de jogo diferente, um futebol mais técnico, de toque de bola. Tem sido bom esse início de trabalho – comenta o meia Ramon, que voltou a ser titular na última partida, diante do Náutico, com Márcio Angonese como treinador.

Para o goleiro Matheus Cavichioli, a troca de comando mexeu totalmente com os jogadores, principalmente por proporcionar mais chances aos que não vinham atuando com Gilmar Dal Pozzo.

- Estamos trabalhando bastante. É um pouco... Um pouco, não. É bem diferente da forma que o Gilmar Dal Pozzo trabalhava. É uma adaptação que já estava encaminhada com os que estavam aqui ano passado e os que estão trabalhando pela primeira vez estão tendo essa de forma rápida - avalia.

Zago ainda comandará mais três treinos antes do primeiro desafio em seu retorno ao time. Além de vencer, o alviverde quer seguir sonhando em acesso, hoje a 10 pontos de distância.

- Trabalhamos em cima da possibilidade de acesso ainda, independente se são seis ou cinco vitórias. É difícil, mas temos de trabalhar em cima da chance e uma das últimas chances é contra o Ceará, em casa – projeta Ramon.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros