Jogadores do Juventude avaliam de forma positiva a atuação no empate contra o Náutico - Esportes - Pioneiro

Série B25/10/2017 | 06h00Atualizada em 25/10/2017 | 06h00

Jogadores do Juventude avaliam de forma positiva a atuação no empate contra o Náutico

Atletas viram evolução, mesmo com o baixo aproveitamento ofensivo apresentado no Jaconi

Jogadores do Juventude avaliam de forma positiva a atuação no empate contra o Náutico Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Em meio a semana conturbada, troca de comando e sem nenhum período de treinamento táticos para a partida, a avaliação dos jogadores do Juventude foi positiva dentro de todo este contexto.

Leia Mais
Juventude empate sem gols com o Náutico
Acompanhe a tabela da Série B

– Tentamos fazer diferente. Eu fiquei feliz em atuar desde o início, mas não conseguimos a vitória. Vi evolução na equipe. Conseguimos ter volume de jogo e tocar mais a bola. Mas faltou o gol – ponderou o atacante Ramon, que ganhou chance entre os 11 iniciais com Angonese.

Para o meia Bruno Ribeiro, improvisado como lateral-direito, as sete mudanças interferiram na postura da equipe:

– Ele (Márcio Angonese) trocou muitas peças. Tentou formar uma equipe mais leve e pediu para jogar mais com a bola no chão. Tentamos fazer isso, mas faltou fazer o gol.

O meia Juninho, que voltou a ser relacionado para uma partida, também viu evoluções da equipe. Entretanto, o resultado ficou aquém das pretensões.

– Não era (o resultado ideal), trabalhamos sempre para vencer. Procuramos fazer o melhor, tivemos bons momentos, fizemos uma pressão no final, mas faltou colocar a bola para dentro – destacou o atleta.

O resultado que ficou aquém. Mesmo que o time volte a pontuar após quatro derrotas consecutivas, ainda falta a vitória que recupere a confiança dos atletas.

– É um sentimento muito ruim ficar cinco jogos sem vencer. Tentamos de todas as formas e não conseguimos – afirmou o zagueiro Micael.


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros