Juventude empata com o Boa Esporte e adia pontuação necessária para garantir permanência na B - Esportes - Pioneiro

Segunda Divisão22/09/2017 | 21h11Atualizada em 22/09/2017 | 21h21

Juventude empata com o Boa Esporte e adia pontuação necessária para garantir permanência na B

Placar de 0 a 0 no Alfredo Jaconi faz equipe alviverde seguir no quinto lugar, mas ponto mantém time próximo do G-4

Juventude empata com o Boa Esporte e adia pontuação necessária para garantir permanência na B Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Seria o jogo para o Juventude vencer e garantir lugar no G-4 da Série B. Porém, a falta de consistência dos comandados de Gilmar Dal Pozzo no 90 minutos não tiraram o 0 a 0 do placar contra o Boa Esporte, na noite da sexta-feira, no Alfredo Jaconi, pela 25ª rodada da Série B. Com 41 pontos a equipe segue na quinta colocação e volta a campo na terça-feira, contra o ABC, fora de casa.

O primeiro tempo começou com Juventude e Boa Esporte tentando bastante, mas as defesas se destacavam e cediam um grande número de escanteios. E foi assim que aos 13 minutos Lucas quase abriu o marcador. Após cobrança de Leílson, o camisa 7 desviou de letra pela esquerda do gol de Fabrício.

Pouco depois, aos 15, Yago perdeu a bola no meio-campo, Micael recuou apertado para Matheus, que não conseguiu fazer o corte. Para sorte do Ju o atacante Felipe Mateus estava impedido e o lance foi parado. 

A primeira finalização real da equipe alviverde veio aos 22, quando João Paulo recebeu meio da área, girou sobre a marcação e chutou a direita do gol do Boa. A resposta mineira foi aos 31, com Felipe Mateus lançando Rodolfo em velocidade, sozinho, tirou de Matheus, mas mandou por cima do gol.

A chance mais clara do Ju veio de um lateral cobrado por Tinga, aos 36. O lançamento foi desviado por João Paulo e chegou até Wesley Natã, sem marcação, mas que não conseguiu tirar do goleiro adversário, que fez boa defesa.

A segunda etapa começou mais movimentada, mas novamente com as jogadas de escanteio se destacando. Logo aos 2 minutos o Boa chegou ao ataque em bola cruzada. Diones, com espaço, mandou uma bicicleta do meio da grande área. O goleiro Matheus, no puro reflexo, espalmou para a linha de fundo,

A chance de escanteio alviverde foi também na primeira pressão alviverde da etapa complementar. Sem Leílson, que deu lugar a Wallacer, as cobranças de bola parada melhorar e Pará foi o responsável das cobranças. Aos 8 o capitão do Juventude cobrou fechado e quase marcou um gol olímpico.

A reclamação dos Jaconeros veio aos 26. Em cruzamento para a área Wesley Natã dividiu com a marcação, reclamando pênalti. Na sequência da jogada Micael cabeceou, mas a falta foi marcada.

Aos 30, em seu primeiro toque na bola Mamute foi derrubado no bico da grande área. Na cobrança de Pará, bate e rebate na área e Laércio quase mandou contra, mas o goleiro do Boa evitou o gol. Os visitantes chegaram aos 32, com chute de Igor por cima.

O camisa 1 juventudista apareceu aos 36. Assim como havia acontecido contra o Criciúma, Domingues perdeu o tempo em cruzamento. Desta vez foi Casagrande que mandou um testaço no ângulo direito e Matheus salvou.

Aos 43, a grande chance. Passe de Yago às costas da defesa. Caprini deu um toque para desviar do goleiro Fabrício, que com a perna direita, evitou o gol alviverde. Fim de jogo e o segundo empate alviverde em casa na Série B.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros