Jogadores colombianos são atrações no Nova Prata - Esportes - Pioneiro

Futebol11/09/2017 | 21h02Atualizada em 11/09/2017 | 21h02

Jogadores colombianos são atrações no Nova Prata

Clube da Serra contratou 11 estrangeiros para a disputa da Copa Paulo Sant'Ana e o time de 2018

Jogadores colombianos são atrações no Nova Prata Nova Prata/Divulgação
Foto: Nova Prata / Divulgação
Zero Hora
Zero Hora

Tem um time inteiro de colombianos vestindo a camisa do Nova Prata. O clube da Serra contratou 11 estrangeiros para a disputa da Copa Paulo Sant’Ana. Destes, quatro são titulares, dois fazem um trabalho específico de aprimoramento físico e técnico, e outros cinco não podem jogar por terem chegado depois do fechamento da janela de transferências.

A invasão colombiana é fruto de uma parceria do empresário Eduardo Capelari, gerente de futebol do Nova Prata, com colegas do país de Valderrama e James Rodríguez, e começou quando o brasileiro trabalhava em uma equipe do Paraná. Como o clube não estava vinculado ao TMS (sistema de transferências internacionais da Fifa), só foi possível contratar os estrangeiros quando chegou ao Rio Grande do Sul. 

Na Copinha, a equipe luta por uma vaga na segunda fase. Está na lanterna do Grupo C, com os mesmos três pontos do Três Passos. Está atrás no saldo de gols. Na última rodada, recebe o Ypiranga, enquanto o TAC visita o Inter B. Mas o objetivo principal está em 2018. O clube quer subir da Terceirona, por isso o investimento nos estrangeiros. Quase todos têm menos de 23 anos, a idade limite para a competição estadual.

— Estamos muito satisfeitos com eles. São sérios, profissionais, educados e dedicados. Fora de campo, dão de 10 a 0 nos brasileiros — orgulha-se Capelari.

Um dos destaques do time é o zagueiro Yan Carlos Martínez,  27 anos. Com 2m04cm, o defensor despertou sondagens de outros clubes. Ele teve passagens por Millonarios e Bucamaranga, times tradicionais colombianos.

— Estou agradecido pela oportunidade de vir ao Brasil. O Nova Prata é uma instituição maravilhosa. Estamos todos bem aqui, somos uma família desde o primeiro dia — revela o zagueirão, que divide o alojamento com os compatriotas e quatro brasileiros.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros