Gilmar Dal Pozzo quer time veloz e ousado contra o Boa Esporte - Esportes - Pioneiro

Juventude22/09/2017 | 07h00Atualizada em 22/09/2017 | 21h33

Gilmar Dal Pozzo quer time veloz e ousado contra o Boa Esporte

Alviverde entra em campo nesta sexta-feira no Alfredo Jaconi dependendo só de si para voltar ao G-4

Gilmar Dal Pozzo quer time veloz e ousado contra o Boa Esporte Felipe Nyland/Agencia RBS
Técnico Gilmar Dal Pozzo confirmou Wesley Natã e Yago juntos pela primeira vez como titulares em casa Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Velocidade e ousadia são as apostas do Juventude no duelo desta sexta-feira à noite diante do Boa Esporte, no Alfredo Jaconi, às 19h15min. Embalado por vitórias sobre o Inter e o Criciúma, o alviverde pode terminar a 25ª rodada entre os quatro melhores colocados da Série B caso consiga o 10º triunfo em casa.

Os dois últimos compromissos do time na competição também serviram como parâmetro para o confronto desta noite, a julgar pela manutenção do sistema de jogo, com jogadores de velocidade pelos lados do campo do setor ofensivo. Yago e Wesley Natã jogarão juntos pela primeira vez como titulares no Jaconi e é exatamente neles que estão as apostas do técnico Gilmar Dal Pozzo para vitórias pessoais nos 90 minutos.

– São jogadores que têm essa ousadia, esse lance pessoal, até pela juventude. Numa equipe precisamos de velocidade e esses dois jogadores dão isso ao time – explica Dal Pozzo, justificando a presença de ambos por merecimento e principalmente pelos eficazes e decisivos desempenhos nas últimas rodadas (contra o Inter, Yago fez o gol da vitória em passe preciso de Natã). 

Para o treinador, as jogadas pelo lado do campo e a movimentação intensa podem ser o diferencial para superar a forte marcação que se espera do rival, que já aprontou fora de casa na competição tirando pontos do Inter e do Brasil de Pelotas, por exemplo: 

– Nos duelos individuais entre os defensores e nossos atacantes temos de arriscar um pouco mais, procurar fazer a jogada individual e ter muita movimentação do meio para frente, abrir espaço mantendo, claro, nossa estrutura defensiva. 


Jogo mais importante do ano

A empolgação dos torcedores do Ju e os números mostram que o G4 é uma realidade atual do clube, afinal basta vencer para ficar entre os quatro que sobem à Série A. No entanto, a euforia contrasta com o discurso de humildade de técnico e jogadores do Juventude, que projetam o ‘jogo do ano’ na noite de sexta-feira. O motivo é garantir a permanência na Série B para o próximo ano:

- Vamos para o jogo mais importante do Juventude no ano. Estamos muito motivados, é a sementinha que plantamos no início da competição. Uma vitória nos coloca na Série B de 2018, que é o principal objetivo do clube neste ano.

O discurso é o mesmo utilizado pelos jogadores, como Wesley Natã, que garante que o time não pensa em G-4, ao menos não nesse momento:

- O foco da equipe é jogo a jogo. Às vezes se cria uma expectativa, mas não é a nossa. O pensamento do acesso é deixado para depois. Assim vamos conquistando nossos objetivos.

Com 40 pontos e atualmente ocupando a 5ª colocação, o Juventude assume quarta posição se vencer o Boa. Depois disso, restarão 13 rodadas, com sete jogos em casa, para brigar pelo acesso.  

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros