Farrapos viaja para o duelo mais importante da sua história, contra o Jacareí, em Blumenau, na decisão do Super 8 - Esportes - Pioneiro

Rúgbi22/09/2017 | 22h01Atualizada em 24/09/2017 | 15h03

Farrapos viaja para o duelo mais importante da sua história, contra o Jacareí, em Blumenau, na decisão do Super 8

Equipe de Bento encara os paulistas domingo, às 13h, no Complexo Esportivo do Sesi

Farrapos viaja para o duelo mais importante da sua história, contra o Jacareí, em Blumenau, na decisão do Super 8 Patrick Rodrigues/Agencia RBS
Palco está pronto para receber a decisão do Super 8 Foto: Patrick Rodrigues / Agencia RBS

O grande dia do Farrapos chegou. Da sua fundação, em 25 de novembro de 2007, até às 13h deste domingo, no Estádio do Sesi, em Blumenau, a história do clube de rúgbi de Bento Gonçalves terá seu ápice. A decisão no Super 8, o campeonato brasileiro da modalidade, contra o Jacareí-SP, é o maior momento do rúgbi gaúcho, que nunca teve uma equipe na final. O Sportv 3 transmite ao vivo e a equipe do Pioneiro estará no palco da final acompanhando a partida.

Próximo de completar 10 anos, o Farrapos vê a integração do clube com a cidade aumentar dia após dia. A presença de público nos jogos não baixa de mil pessoas na antiga Montanha, o primeiro estádio de rúgbi do país, abrangendo também jogos do feminino e das categorias menores. Desde 2010, o time é responsável pelo espaço, que ficou quase abandonado com a saída do Esportivo do centro da cidade. 

 BENTO GONÇALVES, 20/09/2017 - Treino da equipe do Farrapos Rugby. NA FOTO:  jogador Facundo. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Facundo Flores é um dos destaques da equipeFoto: NMarcelo Casagrande / Agencia RBS

Ainda utilizam o campo o Bento Snakes, do futebol americano, e as categorias de base do Tivo. No local também está o centro de desenvolvimento gaúcho da Confederação Brasileira de Rugby (CBRu). A vitoriosa história do Farrapos incluiu a conquista da Taça Tupi, em 2010, que credenciou o time à disputa do Super 8, e o octacampeonato gaúcho. Em Blumenau, a torcida da equipe terá 100 pessoas.

O técnico e atleta Javier Cardozo diz que a entrega do time será a mesma dos jogos anteriores, com um sentimento especial por estar , 

– Pode ter certeza que vamos deixar o coração em campo. Quem vive aqui sabe que o Farrapos não são só os 23 que entram em campo. É a torcida, as famílias, os juvenis, a equipe feminina, todos fazem o clube e por eles que vamos jogar.

 BENTO GONÇALVES, 20/09/2017 - Treino da equipe do Farrapos Rugby. NA FOTO: Javier Cardozo, técnico e jogador. (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Técnico e atleta do time, Javier Cardozo confia na manutenção do bom desempenho do Farrapos na finalFoto: NMarcelo Casagrande / Agencia RBS

Na Argentina, terra de Javier e do chutador Facundo Flores (foto), o rúgbi é um dos principais esportes nacionais. No Brasil há alguns anos, Facundo valoriza os esforços feitos para a evolução da modalidade:

–  Temos um trabalho muito forte no país pelo rúgbi. No Farrapos também, com atividades nas escolas.  Acredito que o Brasil será uma potência em 10 anos.

Para o presidente da Federação Gaúcha de Rugby (FGR), Fabiano Ferrari, a chegada na decisão valoriza o crescimento do esporte no Estado:

– A participação do Farrapos na final repercute de forma incrível, não só no clube, mas em todo o rúgbi gaúcho. Esperamos que essa repercussão possa nos trazer mais praticantes e mais empresas apoiadoras. No próximo ano, teremos mais dois times na primeira divisão do campeonato brasileiro, Charrua e San Diego, de Porto Alegre.

Atualmente a FGR tem 20 clubes filiados, sendo que 12 disputam as duas divisões estaduais – seis na primeira e seis na segunda. O próximo Campeonato Gaúcho acontece a partir de março de 2018.


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros