Em noite inspirada de Lucas, Juventude vence o Criciúma e volta ao G-4 - Esportes - Pioneiro

Série B12/09/2017 | 23h31Atualizada em 13/09/2017 | 00h19

Em noite inspirada de Lucas, Juventude vence o Criciúma e volta ao G-4

Volante marcou duas vezes no 2 a 1 sobre o time catarinense, devolvendo a equipe alviverde à zona de classificação após sete rodadas 

Em noite inspirada de Lucas, Juventude vence o Criciúma e volta ao G-4 CAIO MARCELO/especial
Foto: CAIO MARCELO / especial

Uma vitória determinante nas pretensões alviverdes na Série B. Depois de 18 rodadas o Ju voltou a ganhar longe de casa. O 2 a 1 sobre o Criciúma, nesta terça-feira, no Heriberto Hülse, colocou os comandados de Dal Pozzo de volta ao G-4 da Segunda Divisão. Lucas, em noite de gala, fez os dois para a alegria Jaconera, enquanto Lucão descontou para o Tigre. O Juventude volta a campo contra o Boa Esporte, no próximo dia 22, no Jaconi.

O primeiro tempo da partida foi bem dividido entre as duas equipes. Os minutos iniciais, domínio do Juventude, que chegou logo no primeiro minuto com perigo. Lucas fez lançamento para o centroavante João Paulo, o goleiro Luís saiu com os pés fora da área. Na sobra, Leílson tentou encobrir os defensores do Criciúma, mas a bola saiu por cima do gol.

A pressão continuou e deu resultado. Aos 10 minutos, Pará cobrou falta rápida, pelo lado esquerdo, mandando para Wesley Natã. O atacante alviverde passou com facilidade por Edson Borges e cruzou para o meio da área, onde João Paulo dividiu com a marcação. No rebote, Lucas mandou uma paulada no canto direito de Luiz. Vantagem alviverde nas ações e também no placar.

Leia mais:
Zagueiro Samuel é o novo reforço do Ju
Direção destaca pontos importantes conquistados contra o Criciúma

O ímpeto alviverde seguiu, e a vantagem quase foi ampliada aos 16. Cruzamento da direita e Wesley Natã, de boa participação no primeiro tempo, cabeceou para boa defesa do camisa 1 do Criciúma.

A partir de então o jogo ficou equilibrado, e quando alguém chegou, foi o Criciúma. Aos 24, Silvinho arriscou e Matheus segurou. Com 36 minutos, cobrança de escanteio na área alviverde, Edson Borges subiu mais alto que todos e obrigou o goleiro do Ju a nova defesa. 

Antes do término da primeira etapa teve uma nova chegada dos mandantes. Escanteio cobrado por Jeferson Negueba e Silvinho mandou de primeira, com perigo, a direita da meta alviverde. Fim do primeiro tempo e o Juventude foi para o intervalo no G-4.

O segundo tempo começou com o Juventude no mesmo embalo que começou a partida. Aos 35 segundos Lucas quase fez o segundo na partida. O volante cortou para o meio do campo e de pé esquerdo chutou a bola raspando na trave direita de Luís.

Aos 5, lance polêmico. Yago tomou a frente da jogada de Diego Giaretta, invadindo a área. Na hora de chutar, o atacante alviverde foi tocado pelo defensor do Criciúma, mas o árbitro deu o lance como normal.

O jogo, assim como havia acontecido no primeiro tempo, ficou bastante equilibrado. Porém, aos 18 minutos, Alex Maranhão cruzou da intermediária ofensiva para Lucão, que não tinha chutado uma bola em direção ao gol de Matheus, desviar de cabeça e mandar para o fundo das redes do Ju e empatando para o Criciúma. Pouco depois, ao 21, foi a vez de Moisés receber cruzamento e tentar vazar o gol alviverde, mas a bola foi por cima. 

Aos 26 a defesa do Juventude quase se atrapalhou. A bola ficou na pequena área, Micael fez a proteção para a saída de Matheus, que ficou parado embaixo das traves. O centroavante Lucão chegou e quase conseguiu mandar para o gol. O goleiro e o zagueiro ficaram discutindo sobre o lance.

Aos 36, em contra-ataque alviverde, Yago invadiu a área, mesmo puxado por marcador, — em pênalti não marcado — finalizou e um zagueiro tirou de cima da linha. Na sobra, Lucas bateu cruzado e a bola morreu no fundo da rede.  O segundo do volante na partida.

Aos 42, Yago mandou nos meios das pernas de Giaretta, tocou para Caprini que ajeitou para Mateus Santana, que em um chute forte obrigou Luís a boa defesa. 


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros