Centroavante João Paulo quer aproveitar chance no ataque do Juventude - Esportes - Pioneiro

Série B05/09/2017 | 15h56Atualizada em 05/09/2017 | 15h56

Centroavante João Paulo quer aproveitar chance no ataque do Juventude

Campeão Gaúcho com o Novo Hamburgo, jogador terá sequência com lesão de Tiago Marques

Centroavante João Paulo quer aproveitar chance no ataque do Juventude Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

A chance de uma sequência para João Paulo. Diante do Inter, no sábado, às 16h30min, a possibilidade é de que ele assuma a camisa 9 alviverde. O centroavante, que veio do campeão gaúcho Novo Hamburgo para o Alfredo Jaconi, encontrou ao chegar em Caxias um Tiago Marques em fase sensacional. A lesão do goleador da Série B, que ficará pelo menos um mês fora, é a razão de João Paulo ter a chance da continuidade. Até o final de setembro serão cinco partidas. Porém, o motivo da oportunidade não alegra o centroavante:

— Poderia estar mais feliz se a oportunidade para mim, para o (Wesley) Natã, o Caprini ou o Ramon, não viesse em cima da lesão de um companheiro. Aprendi na minha casa para sempre desejar o bem. O Tiago é uma grande pessoa, vinha fazendo uma grande Série B. Fiquei muito triste.

Até agora, João Paulo participou de quatro partidas. Como titular, somente diante do Luverdense, na derrota por 1 a 0 fora de casa. Entrou na vitória contra o ABC e nas derrotas para Brasil-Pel e Oeste. Enfrentar o Inter, adversário que ele já venceu no ano, não muda o pensamento do atleta.

— É igual. Não são três pontos? Não tem como botar cinco ou seis pontos ali. Logicamente que pesa mais por ser uma equipe do mesmo Estado, ter um histórico de confrontos, mas são três pontos iguais. É muito falado de a gente estar sendo cobrado. Se antes da Série B tivessem colocado um contrato de estarmos com essa pontuação, todo mundo assinaria — destaca João Paulo.

É a chance de ouro. E, em um momento que a afirmação do time também é uma necessidade, o novo camisa 9 alviverde diz o que espera dos Jaconeros no próximo sábado:

— Que apoiem os 90 minutos. O torcedor torce para o Juventude, né? Vem um time de fora, dentro da sua casa, as coisas não estão indo certo e a torcida vaia um ou outro jogador. Isso não faz mal para um ou outro. É ruim para todos. O torcedor tem que apoiar independentemente de estar bem ou mal. Depois dos 90 minutos, quem quiser cobrar, é um direito dele.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros