"Torcedor também tem que ter desempenho", diz Jones Biglia, vice de futebol do Juventude - Esportes - Pioneiro

Série B18/08/2017 | 21h59Atualizada em 18/08/2017 | 22h21

"Torcedor também tem que ter desempenho", diz Jones Biglia, vice de futebol do Juventude

Dirigente elogiou vitória por 1 a 0 contra o Vila Nova, e destacou que Gilmar Dal Pozzo está cumprindo o que foi combinado

"Torcedor também tem que ter desempenho", diz Jones Biglia, vice de futebol do Juventude Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Um vitória em um confronto direto que deixa o Juventude mais próximo do primeiro objetivo. A vitória por 1 a 0 sobre o Vila Nova, na noite desta sexta-feira, deixa a equipe alviverde com 34 pontos, a 11 dos 45 que livraria o risco de rebaixamento.

O vice-presidente de futebol alviverde, Jones Biglia, foi enfático ao comemorar a vitória:

— Meio a zero é goleada. É um ano de afirmação para o Juventude. Quando conversamos com o Gilmar (Dal Pozzo) na hora da contratação falamos isso para ele. Fui no vestiário agora e o cumprimentei. Ele está cumprindo o que conversamos lá em Itapema.

Leia mais:
Tiago Marques decide e Juventude vence o Vila Nova-GO
Confira as entrevistas coletivas pós-jogo no Face do Pioneiro Esportes

Durante o jogo, alguns gritos de "Adeus, Gilmar" foram ouvidos nas arquibancadas do Alfredo Jaconi. O diretor discordou do comportamento dos Jaconeros:

— O torcedor também tem que ter desempenho. Faltam 17 finais e precisamos muito que o Jaconi vire um caldeirão. E para isso acontecer, tem que apoiar do início ao fim. Ouvi vaias, respeito, mas lamento. Ouvi pedindo a cabeça do Gilmar, cânticos de que os jogadores não estavam honrando a camisa. Minha opinião é contra isso.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros