Juventude tem semana de trabalho para buscar melhor desempenho - Esportes - Pioneiro

Série B11/08/2017 | 20h26Atualizada em 11/08/2017 | 20h36

Juventude tem semana de trabalho para buscar melhor desempenho

Nas últimas oito rodadas, equipe alviverde tem apenas 25% de aproveitamento

Juventude tem semana de trabalho para buscar melhor desempenho Felipe Nyland/Agencia RBS
Volante Lucas destaca que semana é para corrigir os erros da equipe Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Pensar num futuro melhor na Série B. O Juventude se reapresentou nesta sexta-feira sabendo que é preciso melhorar o aproveitamento nas próximas rodadas para seguir sonhando com o acesso à Primeira Divisão nacional. Contra o Vila Nova-GO, na próxima semana, o time terá que apresentar um desempenho melhor do que vem mostrando nos últimos jogos para que, dentro de casa, consiga acabar com a desconfiança gerada.

Desde a 13ª rodada, quando enfrentou o Náutico, último na tabela, os comandados de Gilmar Dal Pozzo conseguiram apenas 25% de aproveitamento. Foram oito jogos, quatro derrotas, três empates e apenas uma vitória. Para se ter uma ideia do quão ruim é a campanha recente do Ju dentro da competição, desde o confronto com o alviverde, o time pernambucano atingiu 42,85% dos pontos disputados. A média juventudista nas últimas rodadas o deixaria na penúltima colocação da Série B.

Leia mais:
Ju retoma treinamentos após derrota para o Luverdense

Para o volante Lucas, que retornou de suspensão no jogo contra o Luverdense, o período maior de treinos será importante para resolver os problemas que o time vem apresentando:

— É uma semana para trabalhar e corrigir os erros. Não estávamos tendo tempo de trabalhar, era só verbalmente que estávamos corrigindo.

O jogador seguiu a linha do discurso do treinador ao final da partida e do restante dos companheiros pela derrota no Mato Grosso, onde o Ju não contava com os três pontos perdidos.

— Foi uma derrota que a gente não esperava. Eles foram superiores a nós, temos consciência disso. Temos que trabalhar em cima dos nossos erros, que estão acontecendo. Trabalhamos todo o dia procurando acertar, mas infelizmente não acertamos. Procuramos o gol, mas deu tudo errado naquele jogo. Não temos que colocar desculpas em viagem, juiz, ou em coisa nenhuma. Temos que trabalhar mais para acertar dentro do jogo.

Sobre o pensamento fixado nos 45 pontos, Lucas não acredita que isso represente uma falta de objetivos maiores na competição nacional:

— Ambição não falta. Todo mundo quer uma coisa melhor. Queremos colocar o Juventude em uma Série A. A gente também projeta coisas para a nossa carreira. A gente sempre entra para ganhar, mas as derrotas vieram, e numa sequência que não esperávamos. Mas o primeiro passo são os 45 pontos. Fizemos um primeiro turno muito bom, e faltam 14 pontos para alcançar nosso objetivo e a gente vai buscar isso o mais rápido possível. Depois, a gente tem que sonhar mais alto dentro da competição.

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros