Volante Fahel elogia o time do Inter e acredita em um Juventude forte no Estádio Beira-Rio - Esportes - Pioneiro

Série B01/06/2017 | 14h45Atualizada em 01/06/2017 | 21h31

Volante Fahel elogia o time do Inter e acredita em um Juventude forte no Estádio Beira-Rio

Jogador de 35 anos compara as duas equipes em relação ao Gauchão e fala sobre a rivalidade

Volante Fahel elogia o time do Inter e acredita em um Juventude forte no Estádio Beira-Rio Porthus Junior/Agencia RBS
Fahel projeta um duelo com bom desempenho do Ju no sábado Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Encarar o grande favorito para o título da Série B em um momento de instabilidade. Esse é o desafio do Juventude no sábado, às 19h30min, no Estádio Beira-Rio. Invicto e na vice-liderança da competição, o Ju trata com respeito o duelo em Porto Alegre. A estreia do técnico Guto Ferreira e a vontade dos atletas colorados de mostrarem trabalho para o novo comandante são ingredientes para a dificuldade que o Papo pode ter na Capital.

Do polêmico encontro entre as duas equipes no Gauchão até a partida de sábado muita coisa mudou. Se no dia 12 de março Gilmar Dal Pozzo estreava no comando do Ju, agora é a vez do colorado apresentar a novidade à beira do campo. Para o volante Fahel, a 12ª colocação do Inter na tabela não significa facilidade em Porto Alegre:

– É um Inter diferente do Estadual, está melhor por causa das peças. Conseguiram contratar bons jogadores. Estão passando por uma momento difícil, mas não acredito que vão ficar muito tempo nessa fase.

O tom adotado pelos diretores colorados na derrota de 1 a 0 no Gauchão mostrou que a rivalidade entre as duas equipes,muito forte nos anos 90 e início dos 2000, voltou com força em um ano de três encontros do chamado Juve-Nal.

– A rivalidade é tudo, principalmente para o clube. Isso motiva o jogador. Você vencer um Inter trás confiança para a sequência da competição. Fácil não vai ser. Mas estamos fazendo um bom trabalho e nos dedicando para fazer um bom jogo – admite Fahel.

Um bom resultado no Beira-Rio pode significar para o Juventude a sequência no G-4 da Série B, além de cada ponto somado significar um a menos para o primeiro objetivo do time, que é não correr riscos de rebaixamento ao final do campeonato. O poder de reação mostrado nos jogos em casa, quando virou duas vezes o placar e venceu, representa um bom caminho para enfrentar o Inter.

– É um grupo maduro. Poderia muito bem ter tomado os gols e baixar a cabeça. Pelo contrário. Deu mais força. É claro que jogando fora de casa tem que fazer o máximo possível para não tomar o gol. Contra uma equipe como o Inter pode complicar. Mas nosso primeiro objetivo é não tomar gols para que possamos aproveitar nossas oportunidades – concluiu o camisa 5.

 
 

Siga @pioneiroonline no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comDivisória do gabinete do vice-prefeito vira ocorrência policial https://t.co/XWCANcplUX #pioneirohá 35 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comHomem sofre fratura nas duas pernas em empresa de Caxias do Sul https://t.co/NlRqVeBNVa #pioneirohá 13 horas Retweet
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros