Cristiano Daros: a despedida de uma lenda latino-americana - Esportes - Pioneiro

Coluna Digital23/05/2017 | 20h57Atualizada em 23/05/2017 | 20h58

Cristiano Daros: a despedida de uma lenda latino-americana

Argentino Manu Ginóbili ainda não confirmou, mas deve se aposentar das quadras neste ano

Cristiano Daros: a despedida de uma lenda latino-americana Ronald Martinez/afp
Uma lenda sul-americana se despede das quadras, Manu Ginóbili deve anunciar aposentadoria em breve Foto: Ronald Martinez / afp

Emanuel David Ginóbili tem tudo para ser considerado o maior latino-americano da história do basquete. O currículo do argentino impressiona: campeão olímpico, vice-campeão mundial e quatro anéis da NBA. Aos 39 anos, Manu Ginóbili já é uma lenda para os argentinos e terá seu nome história do continente sul-americano.

E esses reconhecimentos têm por onde. A grande geração argentina da qual faz parte, junto a nomes como Luis Scola e Andrés Nocioni (que também se aposentou neste ano), desbancou a poderosa seleção dos Estados Unidos nos Jogos de Atenas 2004. Foi além, sagrou-se campeã olímpica. E se alguém disser que os americanos sempre jogam com times amadores, a lista tinha o peso de Tim Dunca, Allen Iverson, Carmelo Antony e um jovem que surgia com grande futuro: Lebron James.

Esse simples fato já colocaria Manu entre as lendas sul-americanas, como o brasileiro Oscar Schmidt. Mas o argentino foi além. Vice-campeão mundial em 2002 (jogo final com a Iugoslávia ainda gera polêmica sobre a arbitragem), ele fez história no maior campeonato do mundo a NBA.

Em solo norte-americano, Ginóbili levou quatro anéis da maior competição de basquete do mundo. Formou o Big Three do San Antonio Spurs, ao lado de Tony Parker e Tim Duncan. Fizeram história em 2003, 2005, 2007 e 2014.

Infelizmente, Manu não se despede sem uma nova final. Os Spurs foram varridos pelo Golden State Warriors, por 4 a 0 na série. Mas o respeito é enorme. A demonstração foi na noite desta terça-feira, seu último jogo, com o AT&T Center (Ginásio dos Spurs) gritando seu nome, seja pelos adversários aplaudindo quando deixou a quadra, como fez Steph Curry.

Informações simples para mostrar a importância e o peso de Manu Ginóbili. Aos amantes deste jogo, só resta o agradecimento: Thanks Manu ou Gracias Ginóbili. 

 
 

Siga @pioneiroonline no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comMulher sofre tentativa de homicídio no bairro Charqueadas, em Caxias https://t.co/AljXIgmnkv #pioneirohá 5 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comConfronto entre manifestantes e Guarda em Caxias repercute em reunião da UAB https://t.co/G0SnAcnCS7 #pioneirohá 1 horaRetweet
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros