Técnico Luiz Carlos Winck quer o Caxias com atitude dentro de casa - Esportes - Pioneiro

Ca-Ju 28308/04/2017 | 17h05Atualizada em 08/04/2017 | 17h05

Técnico Luiz Carlos Winck quer o Caxias com atitude dentro de casa

Treinador grená não quer seu time jogando pela vantagem no clássico decisivo pelo Gauchão

Técnico Luiz Carlos Winck quer o Caxias com atitude dentro de casa Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Treinador grená (C) pede atenção para o clássico decisivo Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

A vantagem é do Caxias. A vitória por 1 a 0 sobre o Juventude no jogo de ida das quartas de final, dá o direito ao empate e a equipe grená estará classificada. Mas o técnico Luiz Carlos Winck não quer ver sua equipe jogando com o regulamento embaixo do braço, dentro do Centenário, neste domingo, às 11h.

— Eu não gosto desse pensamento do empate. Quero uma equipe com atitude dentro de casa. Que vá jogar e tenha cuidados defensivos necessários no jogo. Neutralizar o que o Juventude tenha de bom, mas não esquecer de jogar — avisa o treinador.

Mesmo com algumas dúvidas na equipe e a possibilidade de não ter todos os atletas disponíveis para jogar. Winck alerta que este clássico é mais perigoso. É o último entre os dois clubes.

— Tem que ter uma atenção maior que tivemos nos outros dois. É o clássico que decide tudo. O grupo está bem comprometido e esperamos que a gente possa fazer um bom jogo — destaca ele.

 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros