O que mudou nos times de Caxias e Inter em relação ao empate da primeira fase do Gauchão  - Esportes - Pioneiro

Semifinal14/04/2017 | 06h10Atualizada em 14/04/2017 | 15h16

O que mudou nos times de Caxias e Inter em relação ao empate da primeira fase do Gauchão 

A equipe grená mantém a base de 11 de fevereiro, enquanto a colorada tem pelo menos oito novidades

O que mudou nos times de Caxias e Inter em relação ao empate da primeira fase do Gauchão  Felipe Nyland/Agencia RBS
Volante Marabá destaca que o time grená é muito qualificado Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Depois de 62 dias do primeiro jogo entre Caxias e Inter no Gauchão, o adversário da equipe grená mudou muito. Enquanto o técnico Luiz Carlos Winck mantém praticamente o mesmo time, o colorado foi se encontrando ao longo da competição. Por isso, o time caxiense não leva o empate de 1 a 1 em 11 de fevereiro como referência para o duelo de amanhã, às 19h, no Estádio Beira-Rio.

— A equipe deles melhorou muito, mas nós também temos qualidade. Nosso time pode ir ao Beira-Rio e, por que não, sonhar com um empate. Daqui a pouco até uma vitória — afirma o goleiro Marcelo Pitol.

No Caxias, a única mudança de parte técnica foi na lateral direita. Em fevereiro, Thiago Machado era o titular, mas acabou cedendo espaço para Gian Costa. Para semifinal, o técnico Winck terá de fazer duas mudanças. Sem o zagueiro Jean, suspenso, Laércio é quem deverá ganhar uma oportunidade. Na lateral esquerda, o zagueiro Geninho seguirá improvisado. O titular Márcio Goiano ainda se recupera de lesão. Mudanças que não são tão sentidas.

— Não muda muito porque conseguimos suprir essas necessidades. Nós temos um grupo muito qualificado e as peças que entram correspondem às expectativas do professor e de nós jogadores — destaca o experiente volante Marabá.

O adversário mudou bastante. Apenas três jogadores que iniciaram aquela partida contra o Caxias seguem como titulares: o volante Rodrigo Dourado, o meia D'Alessandro e o lateral-esquerdo Uendel, que agora atua como volante. De resto, são nove mudanças.

— É uma equipe que também deixa jogar. Temos que aproveitar isso, mesmo fora de casa. Vamos como franco-atirador, procurando marcar forte e, quando ter a posse da bola, temos que jogar — avisa Marabá.

O Caxias, no fim, é o mesmo que começou o Gauchão. Só que agora, ainda mais confiante.

— São dois jogos que valem muito. Vale estar na final, vale brigar e sonhar por esse título tão esperado — diz o goleiro Marcelo Pitol.

Os times em 11 de fevereiro (1 a 1 no Beira-Rio)

Inter: Danilo Fernandes; Alemão, Klaus, Ernani e Uendel; Rodrigo Dourado, Anselmo e Charles; D'Alessandro e Valdívia; Roberson.

Caxias: Marcelo Pitol; Thiago Machado, Jean, Edson Borges e Márcio Goiano; Marabá e Elyeser; Júlio César, Wagner e Reis; Gilmar.

Os prováveis times deste sábado 

Inter: Marcelo Lomba; William, Léo Ortiz, Victor Cuesta e Carlinhos; Rodrigo Dourado, Edenílson, Uendel e D'Alessandro; Nico López e Brenner.

Caxias: Marcelo Pitol; Gian, Laércio, Edson Borges e Geninho; Marabá e Elyeser; Júlio César, Wagner e Reis; Gilmar.

 
 

Siga @pioneiroonline no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comDona Lydia, de Monte Belo do Sul, esbanja lucidez aos 109 anos https://t.co/gAvGGBEssC #pioneirohá 9 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comAzeites de oliva gaúchos conquistam espaço na mesa de apreciadores https://t.co/bnNyb4Mt5q #pioneirohá 12 horas Retweet
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros