Mais um clássico para marcar a história da rivalidade no Gauchão - Esportes - Pioneiro

Ca-Ju 28231/03/2017 | 20h57Atualizada em 31/03/2017 | 20h57

Mais um clássico para marcar a história da rivalidade no Gauchão

Nas últimas duas décadas, Caxias e Juventude fizeram duas decisões pelo Estadual

Mais um clássico para marcar a história da rivalidade no Gauchão Juan Barbosa/Agencia RBS
No clássico mais recente, em 2009, Júlio Madureira (D) fez um dos gols na vitória do Caxias por 2 a 0 Foto: Juan Barbosa / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Quando entrarem em campo neste domingo, às 11h, no Alfredo Jaconi, para o clássico Ca-Ju 282, Caxias e Juventude vão escrever mais uma página especial da história dos confrontos entre as equipes. 

Nas últimas duas décadas, será apenas o terceiro embate que envolve uma fase decisiva do Gauchão. Mesmo que o sonho de voltar a vencer a competição, como fizeram em 1998 e 2000, ainda seja um sonho distante, bater o maior rival pode ser um grande passo para aumentar a confiança nos clubes e nos torcedores grenás e papos.

Na história dos últimos 20 anos de clássicos, os clubes poucos se encontraram em momentos decisivos. Muito também pelas fórmulas adotadas pela Federação Gaúcha de Futebol que mudaram muito neste período.

O meia Mabília decidiu o segundo clássico de 1999 e garantiu o Juventude na semifinal daquele ano Foto: Gilmar Gomes / Ver Descrição

Nos dois encontros, cada um levou a melhor uma vez. Em 1999, melhor para o Juventude. No Jaconi, 10 anos depois, o Caxias saiu vitorioso. Na primeira disputa, com um time que sairia campeão do Brasil naquele ano, o Ju entrou nas quartas de final como favorito. Em sistema de mata-mata, o primeiro jogo no Estádio Centenário terminou empatado em 1 a 1, gols do volante Élber (J) e do volante Titi (C), no dia 28 de maio. Na volta, o time alviverde venceu por 1 a 0, gol do meia Mabília, no dia 30 de maio. Na sequência, a equipe alviverde seria eliminada pelo Inter na semifinal.

Um pouco mais recente, o duelo de 2009 não sai da lembrança do torcedor do Caxias. O clássico era válido pela semifinal da Taça Fábio Koff, equivalente ao segundo turno daquele ano. Em jogo único, os grenás venceram por 2 a 0, com gols de Marcos Denner e Júlio Madureira, no dia 12 de abril, no Jaconi. Classificado à final, o time foi derrotado pelo Internacional, no fatídico 8 a 1.

Após um hiato sem clássicos na década passada, a rivalidade voltou forte nos últimos anos. E agora, no tira-teima, quem leva a melhor?

 
 

Siga @pioneiroonline no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comTrio é preso com munição e anabolizantes na BR-470, em Bento Gonçalves https://t.co/j1VPeoC3K5 #pioneirohá 6 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comDivisória do gabinete do vice-prefeito vira ocorrência policial https://t.co/XWCANcplUX #pioneirohá 41 minutosRetweet
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros