Guerrinha: "Mobilização é só um dos problemas do Grêmio" - Esportes - Pioneiro

Coluna do Guerra23/03/2017 | 08h02Atualizada em 23/03/2017 | 08h02

Guerrinha: "Mobilização é só um dos problemas do Grêmio"

Guerrinha: "Mobilização é só um dos problemas do Grêmio" André Ávila/Agencia RBS
Foto: André Ávila / Agencia RBS

Antes de enfrentar o Novo Hamburgo, os jogadores do Grêmio se reuniram, analisaram tudo o que aconteceu nos últimos jogos e concluíram que está faltando mais mobilização.

Verdade que a cabeça da maioria está na Libertadores, mas a maior dificuldade do time do técnico Renato Portaluppi está na mudança de escalação e da forma de jogar, que é bem diferente do que se via na temporada passada.

ESPAÇO — Só em caso de emergência. Apesar do silêncio da direção e da comissão técnica sobre o assunto, está cada vez mais claro que o meia Seijas perdeu espaço no Beira-Rio e virou apenas um a mais no grupo, mesmo que seja visto com simpatia por parte da torcida. Contratado para substituir D'Alessandro, o venezuelano teve muitas chances e passou por vários treinadores. Não respondeu e, se aparecer algum interessado, será negociado.

EXIGÊNCIA — Não vai ser fácil. Quase com o passaporte carimbado para a Copa, a Seleção enfrenta uma parada bem complicada, logo mais, em Montevidéu: o sempre aguerrido Uruguai. Com a maior das certezas, a turma do técnico Tite será muito mais exigida do que foi até agora e vai precisar fazer muita força para somar mais três pontos.

ELOGIOS — Já era esperado. Mesmo que ainda não tenha colocado nenhuma faixa no peito, o técnico Roger Machado começa a cair no agrado da direção, da imprensa e, acima de tudo, da torcida do Atlético-MG. Dono de boas ideias, o atual comandante do Galo tem tudo para fazer mais um belo trabalho e se firmar como um dos melhores da profissão.

PERGUNTINHA

Quem vai ser o companheiro de Cuesta?




 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros