Gilmar Dal Pozzo critica clássico às 11h de domingo e faz mistério quanto ao time do Juventude - Esportes - Pioneiro

Ca-Ju 28231/03/2017 | 21h07Atualizada em 31/03/2017 | 21h18

Gilmar Dal Pozzo critica clássico às 11h de domingo e faz mistério quanto ao time do Juventude

Lateral-direito Vidal será reavaliado para saber se terá condições de jogo

Gilmar Dal Pozzo critica clássico às 11h de domingo e faz mistério quanto ao time do Juventude Porthus Junior/Agencia RBS
Dal Pozzo só liberou imagens do aquecimento de sexta-feira Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Derrotado no primeiro Ca-Ju do ano, o Juventude quer dar a volta por cima. E, para isso, fazer mistério quanto à escalação é uma estratégia para o clássico deste domingo, às 11h, no Estádio Alfredo Jaconi, pelas quartas de final do Gauchão.

— Se o Vidal apresentar condições, vai para o jogo. Temos essa expectativa. A outra possibilidade é o Vinicius, pela continuidade, sequência. Agora, pela característica do adversário, pode ser o Bruno Ribeiro ou até mesmo o Vacaria, que já atuou por ali em algumas oportunidades. Temos o treino deste sábado para definir o atleta que vai atuar pelo lado direito — despista o técnico Gilmar Dal Pozzo, que mandou fechar os portões do treino desta sexta.

Ele também não adianta a manutenção do sistema ou a mudança pelo momento decisivo:

— Estou pensando em algumas possibilidades, em alternativas de formações para surpreender o adversário, mas em se tratando do clássico não vou abrir o que vamos fazer. Não tenho uma ideia definida, nem fechada. Contra o Grêmio, fiz um quadrado por dentro e com jogadores de velocidade de lado. Além do 4-2-3-1, tenho essa variação. Geralmente, fora de casa é mais fácil de usar um ataque com mais mobilidade. Dentro de casa, quando temos que propor o jogo, é importante ter o jogador de referência na área. O Caxias tem um modelo de jogo definido, é muito forte na bola parada. Vamos treinar para neutralizar essa jogada importante do nosso adversário.

Quanto ao horário da partida, Dal Pozzo se mostrou contrariado, mas admitiu que o público gosta de jogos pela manhã como ocorre com mais frequência na Série A do Brasileirão:

— Para o torcedor, é bom, é um horário agradável. Vem para o jogo e depois vai para a casa fazer um churrasquinho. Agora, para nós profissionais, é um horário muito ruim. Tem a questão do sono, da alimentação e a produtividade nesse horário vai baixar nas duas equipes. É um horário desfavorável para o bom futebol, com certeza vai baixar a qualidade do espetáculo. Se alguém consultasse os técnicos, os jogadores, todos diriam não.

 
 

Siga @pioneiroonline no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comSuspeito é baleado em operação policial na Serra https://t.co/xDwsLe9S5O #pioneirohá 55 segundosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comFrei Jaime: um passo depois do outro e os objetivos são alcançados https://t.co/4Xcaj6F2A2 #pioneirohá 11 minutosRetweet
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros