Com um a menos e pressionando até o fim, Juventude perde para o Veranópolis por 2 a 1 - Esportes - Pioneiro

Gauchão 201705/03/2017 | 20h33Atualizada em 05/03/2017 | 22h20

Com um a menos e pressionando até o fim, Juventude perde para o Veranópolis por 2 a 1

Liberado pelo time alviverde, Kayron marcou os dois gols do VEC. Pará descontou

Com um a menos e pressionando até o fim, Juventude perde para o Veranópolis por 2 a 1 Porthus Junior/Agencia RBS
Caion (D) teve atuação apagada contra o VEC Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

O Juventude não conseguiu emplacar a segunda vitória seguida no Gauchão. Neste domingo, a equipe alviverde teve uma atuação melhor do que as anteriores, mas voltou a pecar defensivamente e perdeu por 2 a 1 para o Veranópolis, no Estádio Antônio David Farina.

Kayron, liberado pelo time alviverde antes do Estadual, marcou os dois gols do VEC. Pará, em um golaço de falta, descontou. Na próxima rodada, o Veranópolis, que subiu para a quarta posição na tabela, encara o Caxias, sábado, no Estádio Centenário. Já o Juventude, que caiu para quinto, recebe o Inter, domingo, no Alfredo Jaconi.

O primeiro tempo foi marcado pela dificuldade de ambas equipes em trocar passes. A solução era a ligação direta. Melhor para o estilo de jogo do Juventude, que contava com a velocidade de Caprini e Taiberson na frente. Só que a equipe visitante demorou para engrenar e quem abriu o placar foi o Veranópolis.  Aos 15 minutos, o lateral-esquerdo Murilo cruzou da intermediária e Kayron cabeceou entre a defesa do Juventude. Nenhuma chance para o goleiro Douglas.

Kayron comemora o primeiro gol da partida Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

A resposta do Juventude foi imediata e veio em grande estilo. O estreante Taiberson escapou pelos defensores e sofreu a falta pela direita. Pará cobrou alto, no canto do goleiro Reynaldo, e fez um golaço: 1 a 1.

No ângulo! A baita cobrança de Pará Foto: veranópolis,vec,juventude,jogo,gauchão 2017 / Agencia RBS

A fragilidade da defesa do Juventude apareceu novamente aos 21 . Após o cruzamento da direita, Rafael Alves furou e a bola ficou à disposição de Athos. O camisa 10 do Veranópolis não esperava o erro e chutou torto. 

Pela direita, a velocidade de Caprini e Taiberson incomodava a defesa pentacolor. Só que foi pelo outro lado que o Juventude criou suas melhores chances com a parceria de Bruno Ribeiro e Pará. Aos 27 minutos, o contra-ataque rápido chegou até o meia, que conduziu para o meio e bateu forte para grande defesa de Reynaldo. Dez minutos depois, Pará escapou pela esquerda e cruzou. Taiberson apareceu pelo outro lado e chutou na trave.

O segundo tempo começou e os problemas defensivos continuaram. Aos cinco minutos, Rafael Alves errou na saída de bola na frente de Keké. O atacante pentacolor invadiu a área em velocidade e foi derrubado por um Vinicius apressado. O juiz marcou o pênalti e o jovem zagueiro recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Kayron cobrou no canto direito e Douglas fez uma defesa espetacular.

Com a vantagem numérica, o Veranópolis pressionou e passou à frente do placar aos 15. Após triangulação com Eduardinho, Vinicius Bovi escapou pela direita e cruzou rasteiro. Douglas salvou no primeiro chute, mas o centroavante Kayron estava lá para aproveitar.

No rebote de Douglas, Kayron desempata o jogo Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

A esperança do Juventude era a velocidade dos atacantes e a oportunidade veio aos 24 minutos. Caprini disputou a bola no alto e levou um soco do goleiro do Veranópolis. Penâlti marcado e cartão para Reynaldo. O jovem atacante do Juventude assumiu a responsabilidade, mas desperdiçou. O chute rasteiro de Caprini foi para fora.

Apesar do erro, o lance assustou o Veranópolis e a equipe visitante pressionou em busca do empate. A presença no campo ofensivo, no entanto, não gerou finalizações em gol. A tensão tomou conta da torcida mandante na reta final. Principalmente, com os recuos do Veranópolis para o goleiro Reynaldo. O camisa 1 passou vergonha aos 43 minutos, quando tentou sair jogando na intermediária e se atrapalhou com o zagueiro. A bola sobrou para Dieguinho, só que o meia não conseguiu chutar em gol e desperdiçou a última chance do Juventude.

— Vínhamos bem na partida, tendo as melhores oportunidades e com volume de jogo, mas a expulsão nos obrigou a mudar a proposta do jogo. Sofremos o segundo gol e ainda assim fomos superiores, mesmo com um a menos. Brigamos, lutamos, mas infelizmente não chegamos ao gol de empate. Vamos seguir trabalhando e contamos com o retorno de alguns atletas durante a semana. Será um período bem intenso de treinamentos visando o próximo confronto no campeonato — destacou PC Parente, ao final do jogo.


 
 

Siga @pioneiroonline no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comJuventude enfrenta Goiás com Dal Pozzo comemorando bom momento https://t.co/kGzXZllWjT #pioneirohá 26 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comJornalista Rosane de Oliveira fala sobre a crise política do país na FSG, em Caxias https://t.co/rpitRT0S8v #pioneirohá 58 minutosRetweet
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros