Caxias recebe o Cruzeiro neste domingo para bater a primeira meta da temporada - Esportes - Pioneiro

Gauchão 201705/03/2017 | 08h05Atualizada em 05/03/2017 | 08h05

Caxias recebe o Cruzeiro neste domingo para bater a primeira meta da temporada

Com discurso humilde, técnico e jogadores falam em vencer para acabar com qualquer risco de rebaixamento

Caxias recebe o Cruzeiro neste domingo para bater a primeira meta da temporada Porthus Junior/Agencia RBS
Zagueiro Jean diz que o time joga concentrado do início ao fim Foto: Porthus Junior / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Vice-líder do Gauchão e jogando um bom futebol seriam suficientes para andar de salto alto. Não para o Caxias. A equipe grená recebe o Cruzeiro neste domingo, às 17h, no Estádio Centenário, de olho na primeira e humilde meta da temporada: se livrar do rebaixamento. A projeção de classificação fica para depois, se for bem contra o Veranópolis e o rival Juventude.

— Temos que continuar pensando jogo a jogo. Este contra o Cruzeiro pode fazer a gente ultrapassar a barreira dos 13 pontos e ficar totalmente livre do rebaixamento, que é a nossa primeira meta. Depois, é que vamos pensar na possível classificação diante do Veranópolis ou do Juventude — afirma o técnico Luiz Carlos Winck.

Pelas projeções atuais, 13 pontos é o número mágico para não correr nenhum risco de cair para a Divisão de Acesso, lembrança recente que o clube não quer reviver nunca mais. Para se classificar, 15 ou 16 pontos já seriam suficientes. Como o Caxias está com 10, falta apenas uma vitória para alcançar o primeiro objetivo e faltam duas em seis rodadas para garantir vaga nas quartas de final.

Porém, o comandante grená quer pensar só no agora e não lá na frente. Nem quando se trata de projetar o melhor time para o Ca-Ju, já que vários jogadores estão pendurados com dois cartões amarelos (Marabá, Elyeser, Márcio Goiano, Gilmar e Wagner):

— Se é uma coisa que não me preocupa é a questão dos cartões. Não podemos prever se eles vão levar cartão agora contra o Cruzeiro ou depois diante do Veranópolis. O Ca-Ju é um clássico que serve muito para o torcedor, mas para nós cada adversário tem o mesmo peso e temos que pensar sempre em pontuar.

E como o assunto no Centenário é o Cruzeiro, a estratégia está definida.

— Temos que procurar jogar, propor o jogo e talvez com isso teremos o índice de erros mais alto. Então, temos que assumir essa responsabilidade. Dentro de casa, nossa equipe tem que manter o espírito guerreiro, a busca incessante pelo gol, mas também com cuidados na defesa — diz o técnico.

O segredo do foco e dos pés no chão é compartilhado por todos, como destaca o zagueiro Jean:

— A gente está entrando ligado desde o primeiro minuto e nos mantendo concentrados os 90 minutos de jogo. Conversamos no vestiário depois da derrota na estreia e a partir daí vem dando certo. Sabemos que vamos oscilar em algum momento, mas aí teremos de conversar dentro de campo e no vestiário para resolver. Pensamos jogo a jogo.

O Caxias deve jogar com Marcelo Pitol; Thiago Machado, Jean, Edson Borges e Márcio Goiano; Marabá e Elyeser; Reis, Wagner e Júlio César; Jajá (Gilmar).

 
 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros